Redação

2 minutes reading time (373 words)

Reservatório em Canela volta ao nível normal nesta quinta-feira

Equipes da CEEE efetuam os procedimentos para encher o reservatório de Canastra, em Canela, que estava rebaixado desde 16 de outubro. Com isso, durante esta quinta-feira (6), haverá redução do fluxo de água do rio Paranhana, que deve retornar aos níveis normais no início da noite. A manobra é necessária para a conclusão das obras de manutenção que a companhia executa em um trecho da tubulação que leva água à usina de Canastra. Parte dos trabalhos só puderam ser realizados com a interrupção do fluxo de água na tubulação e, por isso, foi necessário rebaixar o nível do reservatório.

A partir das 8h, horário previsto para o fechamento da válvula de fundo da barragem, equipes de Canela e de Porto Alegre estarão no local para fazer o monitoramento e resgate de peixes no trecho de vazão reduzida à jusante da barragem. Esta atividade já é de praxe nesse tipo de procedimento para preservar a fauna local.

Durante o período das obras, que foram iniciadas em junho, a usina de Bugres continuou produzindo energia. Canastra, que só deixou de operar durante a etapa seca da obra (de outubro até amanhã), deve retornar à operação após a verificação das condições da adutora com a tubulação cheia, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Sobre a obra

Com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), as obras de manutenção receberam investimento de R$ 2 milhões e estão sendo executadas desde junho. Os trabalhos envolvem reparos em juntas, fundações e na estrutura da tubulação metálica, que tem aproximadamente sete quilômetros de extensão, e incluíram reforço e até movimentação de blocos de concreto que suportam as estruturas.

Investimentos na região

A CEEE vai investir outros R$ 8,1 milhões na ampliação e modernização da subestação que fica na usina de Canastra, também com financiamento do BID e da AFD. Um dos transformadores será substituído por um novo e serão construídos novos módulos de conexão de 138 kV e de entrada de linha 69kV da UHE Bugres. Também fazem parte do projeto, entre outras melhorias, novos sistemas de proteção, controle e supervisão de vários módulos da subestação. A obra deve iniciar na segunda quinzena de janeiro, com previsão de conclusão em julho de 2019.

Texto: Ascom CEEE
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

Servidores participam de Roda de Conversa pelo fim...
Ligação da rede de água entre Bagé e Rivera deve s...