Redação

4 minutes reading time (740 words)

Eduardo Leite visita municípios do Litoral para conferir projetos e seus resultados

Dentro do processo de aproximação com os municípios, o governador Eduardo Leite cumpriu, nesta sexta-feira (8), uma série de agendas por algumas das praias mais visitadas. Ao passar por Tramandaí, Imbé, Xangri-lá e Capão da Canoa, no Litoral Norte, acompanhado do vice-governador e secretário da Segurança Pública e de Administração Penitenciária, Ranolfo Vieira Júnior, Leite conferiu de perto projetos da área da segurança, principalmente vinculados à Operação Verão, e os respectivos resultados.

“É o nosso 39º dia de governo e fizemos uma grande incursão pelo litoral para alinharmos uma agenda para o Estado. Isso não pode ser confundido com menos firmeza, pelo contrário. A agenda do diálogo legitima o uso da força quando ela precisar ser utilizada, pois o Estado tem o dever de garantir o convívio e intervir quando necessário. Atuando, sempre, em três frentes: prevenção, repressão e punição”, afirmou o governador.

Leite aproveitou o roteiro para anunciar medidas que estão sendo projetadas pelo governo para diminuir a sensação de insegurança da população. A principal delas, que deverá ser lançada nas próximas semanas, envolve um programa estadual transversal de segurança pública, que integrará todas as secretarias e forças policiais, e buscará atrair investimentos para tecnologias e equipamentos. Além disso, na metade do ano, 2 mil policiais deverão ser incorporados à Brigada Militar.

Para ajuda imediata, na visita à Capão da Canoa, o governador fez a entrega simbólica de 172 fuzis à BM. O investimento de R$ 1,4 milhão é fruto de convênios com o Departamento Estadual de Trânsito e representará um reforço para o policiamento ostensivo de 47 municípios, entre eles Osório e Capão da Canoa.

“Esse armamento vai potencializar a atuação dos policiais militares, deixando-os mais confiantes e valorizados e com capacidade de fazer frente à criminalidade com qual deparamos nas ruas, que está muito bem equipada”, ressaltou o comandante-geral da Brigada, Mário Ikeda.

Operação Verão

O roteiro começou em Tramandaí com um almoço, que reuniu delegados da Polícia Civil, bombeiros e prefeitos do Litoral Norte. Em seguida, a comitiva seguiu para Imbé, onde o governador se reuniu com integrantes da Operação Verão. Foram divulgados dados que revelam que o número de salvamentos da edição 2018/2019 da força-tarefa é quase 50% menor do que a média histórica: foram 447 resgates até o dia 3 de fevereiro, sendo que nos últimos cinco anos a média era de 888.

Conforme o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel César Eduardo Bonfanti, isso se deve a um redirecionamento do trabalho dos resgatistas _ que inclusive mudaram o nome de salva-vidas para guarda-vidas. “Passamos a focar o trabalho mais na prevenção do que no resgate, isso através do uso do apito, de trabalhos educativos e de uma aproximação maior com os veranistas”, resumiu Bonfanti.

Ainda em Imbé, o governador foi até a Delegacia de Polícia conhecer a estrutura usada pelos policiais civis no combate ao crime, assim como conhecer os resultados do Projeto Mediar, que usa o conceito de Justiça Restaurativa para resolver por meio do diálogo crimes ou ofensas com a participação do infrator e da vítima.

A visita seguinte foi à Escola de Aviação da Brigada Militar, em Xangri-lá. Helicópteros e aeronaves usados desde o salvamento de pessoas no mar até transporte de órgãos e operação policiais foram mostrados ao governador, destacando a importância de cada equipamento na redução da violência e na ajuda de forma geral aos gaúchos.

Por fim, em Capão da Canoa, Leite e Ranolfo visitaram a Base Móvel de Polícia Comunitária da Brigada Militar, a Sala de Videomonitoramento que integra a prefeitura e as forças policiais, e o ônibus do Ministério Público, que dá ao público a oportunidade esclarecer dúvidas e conhecer o trabalho do MP e seus projetos institucionais. “Integração é uma palavra-chave para a nossa gestão. Nós acreditamos que somente unindo forças com municípios, entidades e órgãos, tendo o Estado como congregador, nós conseguiremos avançar diante da crise financeira”, afirmou o vice-governador.

A última agenda ocorreu na prefeitura de Capão da Canoa, onde prefeitos e representantes da Associação dos Municípios do Litoral Norte (Amlinorte) tiveram a oportunidade de expor suas demandas prioritárias, da saúde à segurança, e também ouvir do governador e do vice quais são as suas estratégias para o mandato.

"Vamos olhar com carinho para todas as aspirações e tentar fazer o possível. Afinal, cuidar do Litoral Norte é cuidar da população, já que a maioria passa por aqui durante o ano", finalizou o governador.

Texto: Vanessa Kannemberg
Edição: Léa Aragón/Secom

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

JucisRS e secretários municipais discutem continui...
Investimento de R$ 4,6 milhões aumenta segurança e...