Redação

Faders organiza eventos sobre conscientização do autismo

A Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades (Faders) organiza eventos para conscientizar os gaúchos sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Será quinta-feira (4) e domingo (7) – veja a lista abaixo.

O Dia Mundial de Conscientização do Transtorno do Espectro Autista (TEA) é lembrado em 2 de abril. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007, para prevenir preconceitos que possam existir contra pessoas com o transtorno.

Conforme o site da associação Autismo e Realidade, o portador pode apresentar complicações de coordenação motora e de atenção, deficiência intelectual, alterações comportamentais, bloqueio em interagir e na comunicação.

Eventos organizados pela Faders:

Dia 4 de abril (quinta-feira)
O Centro de Atendimento e Desenvolvimento de  Estudos e Pesquisas
(Cadep) da Faders – Acessibilidade e Inclusão organiza reunião especial
do Grupo de Apoio a Familiares da Pessoa com Autismo (Gafapa), além de
atividades lúdicas para crianças com Transtorno do Espectro do Autismo
(TEA).

Em parceria com o Serviço de Educação, Capacitação e Ajudas Técnicas
(Secat), serão criadas caixas sensoriais para o estímulo das crianças,
que irão se divertir e dividir lanche enquanto pais, familiares e
responsáveis poderão participar do grupo trocando informações,
estratégias de manejo e aprofundando conhecimentos.

Será das 9h30 às 11h, na Rua Morretes, 222 - bairro Santa Maria
Goretti, em Porto Alegre. 
Entrada Franca.
Informações: (51) 3231-9658, com Clarissa ou Karine ou no site da Faders

Dia 7 de abril (domingo)

Caminhada pela Conscientização sobre o Autismo – Porto Alegre:
Servidores da Faders – Acessibilidade e Inclusão participam da
caminhada. Identificados com camiseta azul da insituição, estarão à
disposição para esclarecimentos.
Local: Parque Farroupilha, às 9h

Caminhada pela Conscientização sobre o Autismo – Alvorada:
A servidora da Faders – Acessibilidade e Inclusão Clarissa Aliatti
Beleza, coordenadora do Grupo de Apoio a Familiares da Pessoa com
Autismo (Gafapa) da Faders, participa da caminhada e estará à
disposição para esclarecimentos.
Local: Parada 47, às 15h30

Texto: Leilane Beck, com supervisão de Marcelo Flach (Secom)

  12 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

12 Acessos

União reconhece situação de emergência de Novo Hamburgo devido a chuvas de março

Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (2) a portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional que reconhece a situação de emergência de Novo Hamburgo. A cidade passou por fortes chuvas no mês de março. 

Com o reconhecimento, o município passa a ter uma garantia de benefícios como ajuda humanitária, dispensa de processo licitatório e repasse de recursos.

Texto: Camila Santos/Defesa Civil
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  10 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

10 Acessos

ONG oferece 140 vagas em cursos gratuitos no Vida Centro Humanístico

A ONG Associação Filhos Nascidos do Coração (Afinco) está com inscrições abertas para sete cursos gratuitos com certificação em abril no Vida Centro Humanístico, em Porto Alegre. As capacitações, com carga horária de três horas, ocorrem das 14h às 17h.

Administrado pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), o centro é um espaço de cidadania com ações de saúde, trabalho, lazer, educação, esporte e cultura, localizado na Zona Norte da capital.

É necessário apresentar carteira de identidade na aula. Inscrições e mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3365-7123. A ONG está na área 8, sala 820 do Vida (Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, 2132).

Programação

09/04 (terça-feira): Arrumadeira/camareira em serviços de hospedagem e hotelaria 10/04 (quarta-feira): Higienização empresarial de limpeza geral em condomínios

16/04 (terça-feira): Higienização hospitalar

17/04 (quarta-feira): Lavanderia hospitalar

23/04 (terça-feira): Organização e atividades domésticas

24/04 (quarta-feira): Etiqueta e comportamento social

30/04 (terça-feira): Auxiliar de atendimento em restaurante

Texto: Jaíne Martins/FGTAS
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia propõe desafio na Virada Sustentável

Porto Alegre sedia sexta-feira (5) e sábado (6) nova edição da Virada Sustentável – evento que promove dezenas de atividades simultâneas em todo o país, buscando construir soluções para demandas sociais com foco em sustentabilidade.

A programação em Porto Alegre conta com o Hackathon Social Fellows SGB (Social Good Brasil). Em parceria com a Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict), provocará os participantes sobre como transformar a capital em uma cidade mais sustentável e compartilhada. A ideia é criar um sistema que seja capaz de permitir a utilização responsável dos ativos sociais em um modelo ganha-ganha, utilizando tecnologias disruptivas.

Para o secretário de Inovação, Luís Lamb, o apoio da Sict em ações como a Virada Sustentável vai ao encontro do que se busca para o desenvolvimento do RS. “Cada vez mais o domínio de tecnologia será fundamental. A nova economia é baseada em conhecimento e atividades como esta são importantes para estimular a transformação social por meio da inovação”, destaca.

Fausto Vanin, da SGB, explica que após a provocação inicial os grupos receberão mentorias para propor iniciativas de impacto social positivo relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 11 da ONU, voltados a cidades e comunidades sustentáveis.

A atividade, gratuita, será dias 5 e 6 de abril, na Simplify (Avenida Bastian, 121, Menino Deus), e contará com mentoria da equipe da Sict.

Para mais informações, acesse viradasustentavel.org.br

Texto: Camila Dilélio/Ascom Scit
Edição: Marcelo Flach/Secom

  14 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

14 Acessos

Comunicado sobre visitas domiciliares aos pensionistas com mais de 95 anos

O Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (IPE Prev) comunica que fará visitas domiciliares até o dia 15 de junho aos pensionistas com mais de 95 anos residentes em Porto Alegre e na Região Metropolitana.

A visita domiciliar tem o objetivo de desenvolver um estudo social para aprimorar o acesso dos beneficiários aos serviços disponibilizados pela autarquia, bem como a melhor forma de atender aos pensionistas dessa faixa etária.

Servirá também para renovar o benefício da pensão de 2019, caso o pensionista faça aniversário no mês em que for efetuada a visita.

O pensionista vai ser contatado para agendamento pelas assistentes sociais Márcia Monteiro ou Janaína Duarte, servidoras do IPE Prev.

O trabalho está sendo divulgado no site do IPE Prev e no governo do Estado, além de veículos de comunicação de grande circulação. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3210-5765.

Texto: Ascom IPE Prev
Edição: Secom

  12 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

12 Acessos

Prazo para pagamento do IPVA 2019 termina em abril, conforme final da placa

O calendário de pagamento do IPVA 2019 ingressa na sua última etapa a partir desta semana. Os proprietários que até agora não realizaram o pagamento do imposto precisam ficar atentos para os prazos de quitação conforme o número final da placa do veículo.

IPVA cronoograma calendário Sefaz ABR Proprietários que não pagaram de forma antecipada precisam ficar atentos para prazo de quitação - Foto: Sefaz

A quarta-feira (3) é a data-limite para placas com o final 2, por exemplo. O vencimento dos números seguintes ocorre sempre a cada dois dias úteis ao longo do mês de abril. Dessa maneira, a sexta-feira (5) é a última oportunidade para a numeração que termina em 3. (Veja tabela com  cronograma.) 

O pagamento antecipado com descontos se encerrou na última sexta-feira (29), assim como para a terceira e última parcela para os motoristas que fizeram a opção de parcelar o tributo.

A nova etapa é a última oportunidade para que os motoristas observem as datas de vencimento do IPVA e paguem o imposto sem acréscimo de multa moratória e juros (Selic).

Requisito para Certificado de Registro

O contribuinte que não pagou o tributo em dia, além de perder os descontos de Bom Motorista (de até 15%) e Bom Cidadão (de até 5%), terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%. Depois de 60 dias em atraso, o débito sofrerá acréscimo de mais 5% e será inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado no Serasa, sofrer protesto no cartório da sua cidade e processo de cobrança judicial.

Além dessas consequências, o proprietário que for flagrado nas barreiras com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto. Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem este documento em ordem significa infração gravíssima (art. 230, V, do Código de Trânsito Brasileiro), com risco de multa de R$ 293,47 e sete pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.


IPVA 2019

Quem paga: todos os proprietários de veículos automotores fabricados a partir do ano 2000

Como pagar: para quitar, o proprietário deverá apresentar Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Juntamente com o IPVA, é possível pagar o seguro obrigatório (Dpvat), a taxa de licenciamento e multas de trânsito, se existirem

Onde pagar: Banrisul, Bradesco, Santander, Sicredi, Caixa (lotéricas) e Banco do Brasil (somente para clientes)


Para tirar dúvidas

Atendimento presencial na capital: Central de Atendimento ao Contribuinte, na Secretaria da Fazenda, Rua Siqueira Campos, nº 1.044, Centro Histórico, das 10h às 16h, sem fechar ao meio-dia

Interior: nas Delegacias da Receita Estadual

Online: Plantão Fiscal Virtual, disponível no site da Receita Estadual

Site IPVA: clique aqui para acessar

https://www.ipva.rs.gov.br/lista/540/pagamento,-calendario-e-vencimento-do-ipva

Dúvidas frequentes: clique aqui para acessar https://www.sefaz.rs.gov.br/Site/MontaDuvidas.aspx?al=l_ipva_duvidas

Texto: Ascom Sefaz
Edição: Marcelo Flach/Secom

  15 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

15 Acessos

Governo investe R$ 1,6 milhão em sistema que alerta sobre risco de desastres

O governo do Estado investiu mais de R$ 1,6 milhão no desenvolvimento de um software que alerta sobre o risco de desastres climáticos. O Sistema de Gestão de Riscos de Desastres (GRD) vai integrar todos os setores da Defesa Civil Estadual, centro de operações, divisão de assistência às comunidades atingidas, convênios, relações comunitárias, ações administrativas e de comunicação. A plataforma, prevista para o final de maio, também disponibilizará dados quantitativos sobre a Central de Doações. 

Segundo o subchefe da Defesa Civil, tenente-coronel Rodrigo da Silva Dutra, o software muda substancialmente a forma de gestão da instituição, tornando mais ágil a resposta e auxílio às comunidades. "O sistema vai possibilitar o compartilhamento de informações entre o Estado e municípios, reduzindo a burocracia e agilizando os processos de homologação", explicou.

Atualmente, a homologação é feita em um sistema do governo federal menos ágil que analisa a documentação dos municípios. Com a inovação, cada Prefeitura receberá uma senha e acompanhará o trâmite do seu processo.

A Gestão dos Riscos de Desastres tem o objetivo de reduzir, prevenir e controlar o risco de catástrofes ambientais. A tecnologia é uma iniciativa da Casa Militar e da Defesa Civil do Rio Grande do Sul. A gerência do sistema é da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema). O Consórcio Codex Remote é o responsável pela criação.

Texto: Ana Paola Dala Barba/Defesa Civil
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Começa construção de 187 açudes em 11 municípios do Vale do Rio Pardo

Prefeitos de municípios da região do Vale do Rio Pardo que receberão açudes do programa Segunda Água foram recebidos nesta segunda-feira (1º) pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Covatti Filho. Serão construídos 187 microaçudes, todos para irrigação, nos municípios de Boqueirão do Leão, Candelária, Ibarama, Passo do Sobrado, Passa Sete, Rio Pardo, Segredo, Sinimbu, Tunas, Vale do Sol e Venâncio Aires. O investimento é de R$ 438 mil. Após a construção dos microaçudes, cada família recebe um kit de irrigação por gotejamento que será instalado nas propriedades pela Emater. 

"Estamos apoiando a continuidade e buscando mais recursos para fortalecer o programa Segunda Água, pois o armazenamento de água é importante para a sustentabilidade da propriedade rural e garantir a produção, além de criar novas opções com a piscicultura nas pequenas propriedades", disse Covatti Filho. O programa é executado em conjunto com a conveniada Emater e a empresa Terraplan.

Segundo a equipe da Seapdr, os microaçudes construídos até o momento apresentam excelente padrão técnico de qualidade e estão de acordo com o projetado. Atualmente, o programa conta com frente de trabalhos na região Sul do estado, onde foram executados e vistoriados 139 açudes para irrigação ou piscicultura. Os municípios com os trabalhos já concluídos na Zona Sul são Cerrito, com 30 açudes construídos, e Santana da Boa Vista, com 32. Dos 716 microaçudes que devem ser construídos, 515 serão na Zona Sul e 201 na região do Vale do Rio Pardo.

O Segunda Água é fruto de convênio firmado entre a Seapdr e o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), com o objetivo de garantir acesso à água para produção no meio rural às famílias em situação de vulnerabilidade social. No RS, serão beneficiadas 2,7 mil famílias com investimento de R$ 26,2 milhões. Até o momento, já foram aplicados mais de R$ 10 milhões.

Texto: Ascom SEAPDR
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Agricultura autoriza início das obras de seis pontes em assentamentos em Livramento

O secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, autorizou nesta segunda-feira (1º) o início dos serviços de engenharia para a construção de seis pontes de concreto armado em áreas de assentamentos rurais no município de Santana do Livramento. A partir de agora, a empresa Traçado Construções Ltda. pode começar a deslocar equipamentos e equipes para dar início às obras.

A contratação do serviço foi homologada pelo valor de R$ 1.912.501,48. O cronograma prevê oito meses para a conclusão. Os recursos vêm do governo federal e fazem parte de convênio que prevê 11 pontilhões. “Vamos executar estas seis pontes agora e, em seguida, começaremos a trabalhar para a liberação das outras cinco”, disse Covatti Filho.

Benefício para 400 famílias

As obras representam apoio à comercialização dos alimentos produzidos nos assentamentos da reforma agrária, onde há produção de leite, fruticultura e hortigranjeiros. Serão beneficiadas em torno de 400 famílias assentadas.

Os projetos dos pontilhões foram cedidos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), com aprovação do governo federal e da Caixa. No estado, foi firmado termo de cooperação com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), responsável pela contratação e fiscalização das obras.

Participaram do ato no gabinete da Seapdr o prefeito de Santana do Livramento, Solimar Charopen Gonçalves, o vereador Luiz Itacir Soares, diretores da Seapdr, representantes da Caixa e da empresa Traçado.

Texto: Ascom/Seapdr
Edição: Marcelo Flach/Secom

  14 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

14 Acessos

FGTAS encaminha mais de 1,5 mil trabalhadoras em ação para mulheres

As agências FGTAS/Sine encaminharam mais de 1,5 mil trabalhadores para vagas de emprego nos dias 8, 15, 22 e 29 de março, quando ocorreu o evento Ação Mulher. Promovido pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), o evento ofereceu atendimento preferencial e atividades de orientação profissional para o público feminino em todo o Rio Grande do Sul. Somente na última sexta-feira (29 de março), foram disponibilizadas 2.721 vagas de emprego.

Ao todo, 131 unidades reservaram um guichê para atendimento preferencial dos serviços de intermediação de emprego, encaminhamento de seguro-desemprego e de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). As agências com os maiores números de encaminhamento para vagas de emprego foram a Centro de Porto Alegre (84), Caxias do Sul (78) e Cachoeira do Sul (77).

Ao todo, 1.620 trabalhadores passaram pela agência Centro de Porto Alegre nas quatro sextas-feiras em que foi realizado o evento. Também ocorreu a palestra Apresentação pessoal: o cartão de visitas para o mercado de trabalho, em que cerca de 70 mulheres receberam dicas de maquiagem e cabelo para entrevistas de emprego em parceria com o Senac.

"O Ação Mulher superou as nossas expectativas. Atendemos um grande público. Decoramos o espaço para que ficasse mais receptiva e percebemos que as mulheres gostaram de vir até a unidade receber os serviços. Sabemos que o desemprego mexe com a autoestima das trabalhadoras. Foi um carinho que dispensamos a elas", destacou a coordenadora, Bárbara Barbieri.

Movimentação no interior

Na unidade de Caxias do Sul, em 8 de março, foi oferecido café da manhã e uma breve palestra motivacional para mais de 100 trabalhadores. Já no dia 15, foram prestados atendimentos de aferição de pressão e fornecidas dicas de saúde para mais de 50 pessoas em parceria com o Hospital Fátima.

Também foram atendidas mais de 50 pessoas em 22 de março, quando foi promovida uma palestra sobre a inserção da mulher no mercado de trabalho. Por fim, em 29 de março, cerca de 30 trabalhadoras compareceram ao evento. Na data, em parceria com o Senac, foi oferecido o serviço de limpeza de pele e maquiagem como preparação para participar de entrevistas de emprego.

"Acredito que alcançamos os objetivos a que nos propomos, oferecendo um atendimento diferenciado a todos que estiveram em nossa agência no mês de março", ressaltou o coordenador da FGTAS/Sine de Caxias do Sul, Valmir Funari.

Vinculada à Secretaria do Trabalho e Assistência Social, a FGTAS é a instituição executora das políticas públicas de trabalho, emprego e desenvolvimento social do Estado. Desenvolve as ações do Sistema Nacional de Emprego que envolvem o atendimento de seguro-desemprego, geração e análise de informações sobre mercado de trabalho, projetos de emprego e renda e qualificação profissional.

Texto: Jaíne Martins
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Para Leite, obra no aeroporto em 11 meses mostra relevância de parcerias

O governador Eduardo Leite conheceu, na manhã desta segunda-feira (1º), parte do novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital. A Fraport Brasil, empresa responsável pela gestão, entregou as novas áreas de check-in, embarque e desembarque domésticos, que já poderão ser utilizadas e frequentadas pelo público a partir desta terça-feira (2).

As companhias áreas que atuam no Terminal 1 do aeroporto – agora chamado de Porto Alegre Airport -, passarão a realizar as operações de check-in de voos domésticos e internacionais, gradualmente, na área de expansão, localizada no segundo piso.

Com 40 balcões de check-in, o novo espaço oferece mais conforto e dinamismo ao atendimento. Os passageiros de voos domésticos passarão a realizar embarque e desembarque também em novo espaço, na área de ampliação. Depois de fazer o check-in no 2º piso, o passageiro sobe até o 3º para passar pelos novos equipamentos de inspeção de segurança e seguir para o embarque.

A conclusão da nova fase de obras do novo terminal foi apresentada ao governador e ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior. Guiados pela CEO da Fraport Brasil, Andrea Pal, Leite e Marchezan conheceram a nova área de check-in, o novo portal de desembarque e de embarque e as esteiras de bagagens. A previsão, segundo Andrea, é que a reforma do terminal seja entregue em outubro deste ano. “O mais importante é a expansão da pista, que deve ser concluída até 2021. Para isso, precisamos realocar a população que reside nas vilas Nazaré e Dique”, explicou.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 27/03/2019 -Governador Eduardo Leite Visita ao novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho à convite da Empresa FRAPORT. Fotos: Gustavo Mansur / Palácio Piratini Os 40 balcões de check-in vão proporcionar mais conforto e agilidade no atendimento - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O governador Leite garantiu que a prefeitura, que vem negociando a desapropriação das famílias, tem todo o apoio do Executivo neste processo. “Estamos articulados para que a remoção seja feita de forma tranquila, com respeito aos moradores, melhorando a vida dessas pessoas”, comentou. O Ministério Público e o Judiciário participam dos trâmites, a fim de assegurar que a remoção das famílias ocorra de maneira adequada.

De acordo com a prefeitura da capital, há 1,3 mil famílias esperando um novo local para morar. O prefeito Marchezan detalhou que 1,3 mil casas, localizadas em condomínios separados, devem ser entregues com o intuito de abrigar os moradores. A previsão é de 364 já sejam entregues em abril, no bairro Sarandi. “Todas as famílias serão realocadas. Não temos dúvidas de que elas receberão uma situação de habitação, de serviços públicos, de saúde e de segurança muito melhor do que encontrada hoje”, garantiu.

Expansão da pista 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 27/03/2019 -Governador Eduardo Leite Visita ao novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho à convite da Empresa FRAPORT. Fotos: Gustavo Mansur / Palácio Piratini Obra de expansão do terminal deve ser concluída em outubro - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

A ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho em 920 metros é apontada como um ponto-chave para o desenvolvimento econômico do Estado. Conforme a Fraport Brasil, a pista com maior extensão reduzirá em 10% os custos dos exportadores. “Teremos mais voos de carga de exportação, reduzindo custos de quem produz no estado e, hoje, precisa fazer o transporte por via rodoviária até o aeroporto de Guarulhos”, comentou o governador.

Com o transporte de carga aérea podendo já partir de Porto Alegre, o Estado se torna mais competitivo. “Também estamos discutindo ferramentas de incentivo a companhias aéreas nacionais para viabilizar mais voos regionais de Porto Alegre para o interior do RS”, disse Leite.

Para o governador, a entrega de parte do terminal em apenas 11 meses, por parte da Fraport Brasil, mostra a importância das parcerias com o setor privado. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, vê o Salgado Filho como uma porta de entrada para investimentos. “O investimento da Fraport na ampliação do complexo tornará o RS mais competitivo na atração de novos negócios, no turismo, no aumento da oferta de voos, na movimentação de passageiros. É, sem dúvida, uma grande conquista para os gaúchos”, comemorou.

A nova sala de embarque ficará no píer, que conta com seis novos portões e três novas pontes. Os passageiros de destinos nacionais que chegarem a Porto Alegre também realização o desembarque por uma nova área, separada do desembarque de voos internacionais, e também na estrutura de ampliação. Há três novos carrosséis para retirada de bagagens.

As atuais áreas de desembarque, check-in e embarque doméstico serão fechadas na sequencia para que se possa iniciar a última fase da reforma do Terminal 1 – inaugurado em setembro de 2001. No segundo trimestre deste ano, também será entregue o novo edifício-garagem, com 1.050 vagas. A expansão do Terminal 1 e a extensão da pista somam investimento de R$ 1,8 bilhão.

Vencedora de leilão realizado em março de 2017 para uma concessão de 25 anos, a Fraport iniciou as operações no Salgado Filho em janeiro de 2018.

Leite visita novos investimentos da Fraport no Aeroporto Internacional Salgado Filho Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Texto: Suzy Scarton
Edição: Marcelo Flach/Secom

  15 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

15 Acessos

Governador visita conclusão de nova fase de obras no aeroporto da capital

O governador Eduardo Leite conheceu, na manhã desta segunda-feira (1º), parte do novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital. A Fraport Brasil, empresa responsável pela gestão, entregou as novas áreas de check-in, embarque e desembarque domésticos, que já poderão ser utilizadas e frequentadas pelo público a partir desta terça-feira (2).

As companhias áreas que atuam no Terminal 1 do aeroporto – agora chamado de Porto Alegre Airport -, passarão a realizar as operações de check-in de voos domésticos e internacionais, gradualmente, na área de expansão, localizada no segundo piso.

Com 40 balcões de check-in, o novo espaço oferece mais conforto e dinamismo ao atendimento. Os passageiros de voos domésticos passarão a realizar embarque e desembarque também em novo espaço, na área de ampliação. Depois de fazer o check-in no 2º piso, o passageiro sobe até o 3º para passar pelos novos equipamentos de inspeção de segurança e seguir para o embarque.

A conclusão da nova fase de obras do novo terminal foi apresentada ao governador e ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior. Guiados pela CEO da Fraport Brasil, Andrea Pal, Leite e Marchezan conheceram a nova área de check-in, o novo portal de desembarque e de embarque e as esteiras de bagagens. A previsão, segundo Andrea, é que a reforma do terminal seja entregue em outubro deste ano. “O mais importante é a expansão da pista, que deve ser concluída até 2021. Para isso, precisamos realocar a população que reside nas vilas Nazaré e Dique”, explicou.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 27/03/2019 -Governador Eduardo Leite Visita ao novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho à convite da Empresa FRAPORT. Fotos: Gustavo Mansur / Palácio Piratini Os 40 balcões de check-in vão proporcionar mais conforto e agilidade no atendimento - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O governador Leite garantiu que a prefeitura, que vem negociando a desapropriação das famílias, tem todo o apoio do Executivo neste processo. “Estamos articulados para que a remoção seja feita de forma tranquila, com respeito aos moradores, melhorando a vida dessas pessoas”, comentou. O Ministério Público e o Judiciário participam dos trâmites, a fim de assegurar que a remoção das famílias ocorra de maneira adequada.

De acordo com a prefeitura da capital, há 1,3 mil famílias esperando um novo local para morar. O prefeito Marchezan detalhou que 1,3 mil casas, localizadas em condomínios separados, devem ser entregues com o intuito de abrigar os moradores. A previsão é de 364 já sejam entregues em abril, no bairro Sarandi. “Todas as famílias serão realocadas. Não temos dúvidas de que elas receberão uma situação de habitação, de serviços públicos, de saúde e de segurança muito melhor do que encontrada hoje”, garantiu.

Expansão da pista 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 27/03/2019 -Governador Eduardo Leite Visita ao novo terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho à convite da Empresa FRAPORT. Fotos: Gustavo Mansur / Palácio Piratini Obra de expansão do terminal deve ser concluída em outubro - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

A ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho em 920 metros é apontada como um ponto-chave para o desenvolvimento econômico do Estado. Conforme a Fraport Brasil, a pista com maior extensão reduzirá em 10% os custos dos exportadores. “Teremos mais voos de carga de exportação, reduzindo custos de quem produz no estado e, hoje, precisa fazer o transporte por via rodoviária até o aeroporto de Guarulhos”, comentou o governador.

Com o transporte de carga aérea podendo já partir de Porto Alegre, o Estado se torna mais competitivo. “Também estamos discutindo ferramentas de incentivo a companhias aéreas nacionais para viabilizar mais voos regionais de Porto Alegre para o interior do RS”, disse Leite.

Para o governador, a entrega de parte do terminal em apenas 11 meses, por parte da Fraport Brasil, mostra a importância das parcerias com o setor privado. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Ruy Irigaray, vê o Salgado Filho como uma porta de entrada para investimentos. “O investimento da Fraport na ampliação do complexo tornará o RS mais competitivo na atração de novos negócios, no turismo, no aumento da oferta de voos, na movimentação de passageiros. É, sem dúvida, uma grande conquista para os gaúchos”, comemorou.

A nova sala de embarque ficará no píer, que conta com seis novos portões e três novas pontes. Os passageiros de destinos nacionais que chegarem a Porto Alegre também realização o desembarque por uma nova área, separada do desembarque de voos internacionais, e também na estrutura de ampliação. Há três novos carrosséis para retirada de bagagens.

As atuais áreas de desembarque, check-in e embarque doméstico serão fechadas na sequencia para que se possa iniciar a última fase da reforma do Terminal 1 – inaugurado em setembro de 2001. No segundo trimestre deste ano, também será entregue o novo edifício-garagem, com 1.050 vagas. A expansão do Terminal 1 e a extensão da pista somam investimento de R$ 1,8 bilhão.

Vencedora de leilão realizado em março de 2017 para uma concessão de 25 anos, a Fraport iniciou as operações no Salgado Filho em janeiro de 2018.

Leite visita novos investimentos da Fraport no Aeroporto Internacional Salgado Filho Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Texto: Suzy Scarton
Edição: Marcelo Flach/Secom

  19 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

19 Acessos

Governo protocola na Assembleia projeto para reajuste do mínimo regional

O governo do Estado protocolou na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (1º), o projeto de lei referente ao reajuste proposto de 3,4% do salário mínimo regional – referente à inflação do período.

O reajuste será retroativo a 1º de fevereiro, data-base do piso. Com a correção, a menor faixa do mínimo regional passa a ser de R$ 1.237,15 e a maior, de R$ 1.567,81.

O documento foi entregue pelo secretário-chefe da Casa Civil adjunto, Bruno Pinto de Freitas, acompanhado do líder do governo na AL, deputado Frederico Antunes, ao presidente do Legislativo, Luís Augusto Lara.

O projeto entra agora em período de pauta e segue para a análise das comissões correspondentes ao tema. Depois, será votado em plenário.

Veja as faixas corrigidas:

R$ 1.237,15: trabalhadores na agricultura e na pecuária, nas indústrias extrativas, em empresas de capturação do pescado (pesqueira), empregados domésticos, em turismo e hospitalidade, nas indústrias da construção civil, nas indústrias de instrumentos musicais e de brinquedos, em estabelecimentos hípicos, empregados motociclistas no transporte de documentos e de pequenos volumes – "motoboy" e empregados em garagens e estacionamentos.

R$ 1.265,63: trabalhadores nas indústrias do vestuário e do calçado, nas indústrias de fiação e de tecelagem, nas indústrias de artefatos de couro, nas indústrias do papel, papelão e cortiça, em empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas, empregados da administração das empresas proprietárias de jornais e revistas, empregados em estabelecimentos de serviços de saúde, empregados em serviços de asseio, conservação e limpeza, nas empresas de telecomunicações, teleoperador, "telemarketing", "call centers", operadores de "voip" (voz sobre identificação e protocolo), TV a cabo e similares e empregados em hotéis, restaurantes, bares e similares.

R$ 1.294,34: trabalhadores nas indústrias do mobiliário, nas indústrias químicas e farmacêuticas, nas indústrias cinematográficas, nas indústrias da alimentação, empregados no comércio em geral, empregados de agentes autônomos do comércio, empregados em exibidoras e distribuidoras cinematográficas, movimentadores de mercadorias em geral, no comércio armazenador e auxiliares de administração de armazéns gerais.

R$ 1.346,46: trabalhadores nas indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico, nas indústrias gráficas, nas indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana, nas indústrias de artefatos de borracha, em empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito, em edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares, nas indústrias de joalheria e lapidação de pedras preciosas, auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino), empregados em entidades culturais, recreativas, de assistência social, de orientação e formação profissional, marinheiros fluviais de convés, marinheiros fluviais de máquinas, cozinheiros fluviais, taifeiros fluviais, empregados em escritórios de agências de navegação, empregados em terminais de contêineres e mestres e encarregados em estaleiros, vigilantes, marítimos do 1º grupo de Aquaviários que laboram nas seções de convés, máquinas, câmara e saúde, em todos os níveis (I, II, III, IV, V, VI, VII e superiores).

R$ 1.567,81: trabalhadores técnicos de nível médio, tanto em cursos integrados como subsequentes ou concomitantes.

Texto: Thamíris Mondin
Edição: Marcelo Flach/Secom

  9 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

9 Acessos

Licenciamento 2018 vence em 30 de abril para veículos com placas final 1, 2 e 3

Com a chegada do mês de abril, o DetranRS alerta os proprietários de veículos com placas de final 1, 2 e 3 para o vencimento do licenciamento 2018. O documento 2019 passa a ser exigido para esses veículos a partir do dia 1º de maio.

O proprietário deve quitar, além do IPVA, o seguro obrigatório (DPVAT), a taxa de expedição do CRLV (Certificado de Registro e de Licenciamento do Veículo) e multas vencidas, se houver. Caso tenha pago o IPVA e ainda não tenha recebido o documento, o proprietário deve primeiro verificar se quitou todos os itens que compõem o licenciamento ou ainda se há algum processo pendente. É possível consultar a situação do veículo no site do DetranRS, basta informar a placa e o número do Renavam.

Embora o prazo para o pagamento do IPVA de todos os veículos vença até o final de abril, a validade do licenciamento 2018 varia conforme o número final da placa. Para as placas de final 4, 5 e 6, o documento de 2018 vale até 31 de maio; placas de final 7 e 8 têm prazo até 30 de junho; e para as placas de final 9 e 0, até 31 de julho.

O DetranRS alerta ainda que dirigir veículo com licenciamento vencido é infração gravíssima, passível de multa de R$ 293,47, sete pontos na CNH, além de remoção do veículo a depósito, até a regularização.

Para mais informações e dúvidas, o proprietário pode entrar em contato pelo Disque Detran no 0800 905 5555. Ainda é possível acessar o site e clicar no botão laranja, no alto à direita da tela, Fale com o DetranRS.

Aviso pelo celular

O proprietário de veículo pode ser avisado por e-mail ou mensagem de celular quando o documento for postado nos Correios. Basta cadastrar-se na Central de Serviços do DetranRS. O cadastro é feito pelo site do DetranRS ou baixando o aplicativo na App Store e Google Play.

Texto: Ascom DetranRS
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Defesa Civil recebe doação de estofados produzidos em Picada Café

A Defesa Civil do Estado recebeu na segunda-feira (1º) a doação de 30 sofás (dois e três lugares) e 10 vira-camas, produzidos em Picada Café. O caminhão carregado de estofados saiu da cidade às 7h30 com destino a Central de Doações, em Porto Alegre.

Durante duas sextas-feiras, no horário de folga, cerca de 40 funcionários de três filiais da empresa Rincão dos Sofás de Picada Café se reuniram para produzir os estofados. A ação mobilizou diretores, funcionários da fábrica e vendedores. A empresa entrou com a infraestrutura (alimentação, transporte, energia elétrica), os funcionários com a mão de obra e os fornecedores com a matéria-prima.

01.04.2019 Doação de sofás a Defesa Civil - Fotos Gustavo Mansur / Palácio Piratini Estofados doados têm destino certo e serão repassados a vítimas de enchentes e entidades assistenciais - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Ao todo, foram produzidos 30 jogos de sofás de dois e três lugares, além de 20 vira-camas. Metade do material produzido foi encaminhado diretamente para a Defesa Civil. A outra parcela será comercializada e o valor total convertido para compra de cestas básicas e materiais de higiene, que posteriormente também serão entregues na Central de Doações.

Conforme o gerente industrial, Marcio Kronbauer, a ideia surgiu em uma reunião da diretoria e os funcionários decidiram participar. “A empresa pretende realizar esta ação anualmente e repassar as doações para a Defesa Civil”, completou. Os estofados novos produzidos em Picada Café já têm destino e serão repassados às vítimas de enchentes e entidades assistenciais.

A Central de Doação recebe diariamente alimentos não perecíveis, roupas, meias, calçados, cobertores, materiais de higiene e limpeza. Exceto móveis e eletrodomésticos usados. O material é selecionado, embalado e entregue para prefeituras, entidades assistenciais e vítimas de enchentes.

01.04.2019 Doação de sofás a Defesa Civil - Fotos Gustavo Mansur / Palácio Piratini Empresa pretende realizar ação anualmente e encaminhar para a Defesa Civil - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Onde entregar

Central de Doações
Avenida Borges de Medeiros, 1.501 (Centro Administrativo do Estado)
Bairro Praia de Belas
Porto Alegre
Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
Informações: (51) 3288-6781 e 3212-2675

A Defesa Civil conta com equipe para recolher doações em grande quantidade. O serviço pode ser agendado por um dos telefones acima ou pelo e-mail relaçõEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Texto: Ana Paola Dala Baba/Ascom Defesa Civil
Edição: Marcelo Flach/Secom

  55 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

55 Acessos

Estado e UFSM articulam parcerias nas áreas da ciência, tecnologia e saúde

Na primeira visita oficial ao governador Eduardo Leite, nesta segunda-feira (1º), o reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Paulo Afonso Burmann, manifestou interesse em ampliar as parcerias com o Estado. Leite sinalizou positivamente, adiantando que esta é uma das estratégias da agenda de desenvolvimento econômico.

"Justamente, nós recriamos a Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia para, através dela, desenvolvermos projetos com as universidades e outros parceiros, de forma a criarmos ecossistemas de inovação e um ambiente atrativo para que consigamos reter os talentos e garantir que se aqui empreendam e se desenvolvam", destacou o governador.

Burmann citou, entre os projetos já em desenvolvimento, a criação de um núcleo de agrotecnologia com a UFSM, para o qual quer contar com o apoio do Estado, e uma possível parceria para que parte do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) seja transferida para o Hospital Regional de Santa Maria, inaugurado há poucos meses e que ainda carece de serviços.

"Nosso objetivo é aumentar a cooperação técnica com o governo, nos colocando à disposição, de forma a podermos aumentar a interação e nos apoiarmos mutuamente", resumiu o reitor. Por fim, Burmann aproveitou para convidar o governador para a inauguração do campus da UFSM de Cachoeira do Sul, em data a ser marcada nas próximas semanas.

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  9 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

9 Acessos

Irigaray vai à Junta Comercial e busca solução para acelerar liberação de processos

Solucionar a demora na análise de processos que se acumulam na Junta Comercial, Industrial e Serviços do RS (JucisRS) é uma das primeiras medidas encaminhadas pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Ruy Irigaray, que assumiu na semana passada. O titular da pasta esteve na manhã desta segunda-feira (1º) na JuciRS, autarquia vinculada à Sedetur.

O novo secretário também aponta a necessidade de se promover mudanças estruturais para que haja sincronismo entre os órgãos estaduais, facilitando a vida de investidores no estado. O presidente da JucisRS, Itacir Amauri Flores, apresentou e explicou para Irigaray as 17 metas do órgão de registro.

O secretário pretende permanecer, durante alguns horários, ao longo desta semana, na Junta Comercial para conhecer a realidade e o andamento dos serviços prestados, identificando problemas e disponibilizando o apoio em busca de soluções e resultados. Irigaray ressaltou ainda que a Sedetur sempre estará de portas abertas para auxiliar em qualquer questão que melhore o ambiente de negócios. 

O presidente da JucisRS, Itacir Amauri Flores, destacou a importância da nomeação, o mais breve possível, dos 21 vogais e suplentes da Junta Comercial. “Com essa medida, os processos que necessitam de decisão colegiada serão desafogados", afirmou. Hoje, mais de 5 mil processos aguardam análise. A implantação da Redesim em 161 municípios gaúchos também foi apontada por Flores como um dos principais projetos da autarquia, sendo previsto para este ano mais 100 municípios agregadas à Rede, totalizando 261.

Nos próximos dias, serão apresentados ao secretário os outros setores da JucisRS. Também participaram da reunião o secretário-geral, Cleverton Signor, e diretores da área Jurídica, da Assessoria Técnica e de Registro, além do presidente do Conselho de Cidadãos Honorários de Porto Alegre (CCHPA), Flávio Koch.

 Texto: Denise Rodrigues/JuciRS
Edição: Marcelo Flach/Secom

  11 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

11 Acessos

Leilões vão ofertar 1,5 mil veículos e sucatas em Novo Hamburgo e Alvorada

O DetranRS vai promover dois grandes leilões no mês de abril em Novo Hamburgo e Alvorada. Somando veículos em situação regular e sucatas para desmanche ou reciclagem, serão ofertados 1.591 itens.

Os interessados podem arrematar dois tipos de bens: sucatas para recondicionamento ou reciclagem e veículos com documentação. Os veículos aptos a rodar não possuem restrições policiais ou judiciais e são desvinculados de qualquer pendência legal ou financeira.

Na quarta-feira (3), ocorre o leilão em Novo Hamburgo, com 1.052 bens para arremate. Em Alvorada, a oferta de 539 itens será dia 10, também uma quarta-feira.

Veículos com documentação

Podem adquirir veículos com documentação pessoas físicas e jurídicas de qualquer natureza. Para arrematar o lote, o comprador deverá apresentar no ato RG, CPF e comprovante de residência, se pessoa física. No caso de pessoa jurídica, é preciso  contrato social ou cópia autenticada, CNPJ, RG e CPF do representante.

Sucatas e calendário

A compra de sucatas somente poderá ser realizada por empresas que atuem como desmanches de veículos, venda de peças usadas e reciclagem de sucatas registradas no DetranRS. O calendário completo, bem como os endereços dos locais para visitação dos bens nos dois dias que antecedem os leilões pode ser conferido no site.

Texto: Mariana Goldmeier Tochetto/DetranRS
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  13 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

13 Acessos

Redução da frota alcança 1.789 veículos e supera meta inicial

Presente entre as primeiras medidas de controle de gastos anunciadas pelo governador Eduardo Leite, a redução da frota de veículos superou em quase 80% a meta estabelecida para os primeiros meses de governo. A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) contabilizou 1.789 veículos desativados até o fim de março, nos mais diferentes setores da atividade pública estadual.

O objetivo estabelecido era alcançar uma diminuição de 1.000 automóveis. “Isso comprova que há margem para ajustes em várias frentes em termos de controle dos gastos com o transporte dos servidores. Queremos reduzir mais a frota e, quem sabe, incluir ferramentas como os serviços por aplicativos, que são comprovadamente mais econômicos”, avalia a secretária Leany Lemos.

Frota redução 2 Custo mensal com combustível ficou, em média, em R$ 7,3 milhões neste ano, economia de R$ 500 mil ao mês sobre período anterior - Foto: Divulgação / Seplag

A redução é de 9,5% da frota do Estado, incluindo secretarias, fundações e empresas públicas. Pelo mais recente levantamento da Seplag, entre modelos próprios, locados, em comodato ou com cessão de uso, a frota do Estado alcança 18.874 veículos.

Desse universo, a grande maioria (15.581 registros) é da frota própria e outros 2.098 têm origem em contratos de locação. Na lista constam ainda automóveis apreendidos e disponibilizados por via judicial (o Estado como fiel depositário). A idade média dos carros leves, caminhonetes, caminhões, ambulâncias e viaturas policiais é de 11,4 anos.

“O desafio está em dimensionar esta frota para a efetiva demanda existente, sempre com o cuidado de preservar os serviços mais essenciais, como as áreas da saúde e da segurança pública”, explica Leany. A secretária está convencida que há espaço para mais redução: “hoje os processos estão todos informatizados e não há mais a necessidade de transportar documentos entre os diferentes órgãos.”

Economia de R$ 1,5 milhão ao mês

Os custos para manter uma frota desta dimensão são igualmente acentuados, mas já registram os primeiros recuos neste ano. Apenas em termos de conservação e abastecimento, a economia já passa de R$ 1,5 milhão ao mês. Ao longo de 2018, a média mensal de gastos apenas com a manutenção dos veículos alcançou R$ 4 milhões (R$ 4.008.249,94). Nos dois primeiros meses de 2019, essa despesa caiu 22,8%, chegando a R$ 3 milhões/mês (R$ 3.095.140,30).

Frotas número3 Fonte: Seplag - Foto: Infografia

Os gastos com combustíveis igualmente tiveram reduções no primeiro bimestre deste ano comparando-se à média mensal de pagamentos realizados em 2018. Para colocar a frota a rodar, o Estado destinava R$ 7,8 milhões ao mês no ano passado (R$ 7.889.495,46), ao passo que agora esse patamar está em R$ 7,3 milhões (R$ 7.378.864,98).

Nas despesas com gasolina ou óleo diesel o recuo foi de 6,5%, porém é preciso considerar a oscilação dos preços no mercado neste período.

Texto: Pepo Kerschner/Ascom (Seplag)
Edição: Marcelo Flach/Secom

  41 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

41 Acessos

Clássicos de Tchekhov ganham versão contemporânea na CCMQ neste abril

O espetáculo “Sobre nós”, que traz uma versão contemporânea dos clássicos do dramaturgo russo Anton Tchekhov, volta a cartaz em temporada no teatro Carlos Carvalho da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). A peça, que foi selecionada na chamada pública para ocupação dos teatros da CCMQ, será apresentada de sexta a domingo, entre 5 e 28 de abril, sempre às 20h.

Os ingressos estão à venda online com valores de R$ 15 a R$ 30, sem taxa de conveniência. As entradas também poderão ser compradas uma hora antes do espetáculo diretamente na bilheteria do teatro.

Financiamento coletivo

O texto é inspirado nas obras “A gaivota”, “As três irmãs” e “O jardim das cerejeiras”. O grupo que estreou em dezembro na Cia. Stravaganza, através da formação do Lab Cênico Leo Maciel, agora constitui o Coletivo Gaivota para seguir dando vida à obra.

Além disso, para viabilizar a retomada, o grupo busca apoio através de financiamento coletivo. É possível colaborar com o valor mínimo de R$ 10 até valores maiores, com algumas das recompensas, como ingressos de plateia VIP, pelo valor de R$ 50.

A trama

Partindo dos textos de Tchekhov, a peça apresenta um paralelo dos clássicos com a vida cotidiana. Os anseios sociais e políticos atuais atravessam as figuras que buscam por algum lugar e terminam por encontrar a inexistência dele, mantendo a poesia melancólica potente do autor. Como no Tetris, jogo criado nos anos 80 na Rússia, a trama se desenrola por meio de um conjunto de fragmentos que se encaixam.

A criação

O espetáculo “Sobre nós” é o resultado do encerramento da sétima edição do Laboratório Cênico comandado pelo diretor Leo Maciel. O processo de criação de todo o espetáculo se dá através de experimentação de possibilidades artísticas dos alunos/atores por meio de exercícios cênicos e estímulos vindos do diretor e da bagagem de vida que os participantes trazem.

Dessa forma, toda a produção foi uma criação coletiva que se tornou, ao fim de tudo, um espetáculo colaborativo. O grupo estreou em dezembro de 2018 com duas apresentações na Cia. Stravaganza e agora volta como Coletivo Gaivota para uma temporada maior.

Chamada Pública Teatros CCMQ

A CCMQ selecionou, por meio de chamada pública, 24 espetáculos de artes cênicas (circo, dança e teatro) e música para ocuparem o Teatro Bruno Kiefer e a Sala Carlos Carvalho durante o primeiro semestre de 2019. As propostas foram recebidas entre 14 de dezembro de 2018 e 11 de janeiro de 2019. O resultado foi apresentado em 5 de fevereiro.

Neste ano, a CCMQ irá disponibilizar intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para quatro espetáculos.

A Comissão de Avaliação foi composta da seguinte forma: Álvaro Rosa Costa (representante indicado pela CCMQ – música); Rubinho Oliveira (Instituto Estadual de Artes Cênicas), Ramon Ortiz (representante do Sated/RS), Dani Zill (representante do Colegiado Setorial de Dança RS), Ridan Albuquerque (representante do Colegiado Setorial do Circo RS), Vinícius Cáurio (representante indicado pela CCMQ – teatro) e Maysa Stédile (representante indicada pela CCMQ – interior RS).


Ficha técnica do espetáculo

Peça: Sobre nós

Direção: Leo Maciel

Preparação corporal/coreografia: Angela Spiazzi

Produção: Jaques Machado

Design de luz: Ricardo Vivian

Operadora de som: Manu Goulart

Figurinos, maquiagem e cabelos: Valquiria Cardoso

Elenco: Aline Armani, Felipe Evangelista, Guilherme Fraga, Jaques Machado, Juliana Sixel, Lincoln Speziali, Natalia Lavratti e Ricardo Neme.

Duração: 75 minutos

Classificação: 12 anos

SERVIÇO

Peça: Sobre nós

Quando: 5 a 28 de abril, de sextas a domingos

Horário: 20h

Onde: Sala Carlos Carvalho – 2º andar da CCMQ (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico, Porto Alegre)

Ingressos: online, de R$ 15 a R$ 30, sem taxas; ou uma hora antes do espetáculo diretamente na bilheteria

Ingressos de plateia VIP por R$ 50 e recompensas em financiamento coletivo 

Texto: André Furtado/Ascom CCMQ
Edição: Marcelo Flach/Secom

  20 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

20 Acessos