Redação

Espetáculo Meu Corpo, Meu Lugar ocorre no Teatro Bruno Kiefer no dia 15

A Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) recebe no dia 15 de dezembro (um sábado), o espetáculo Meu Corpo, Meu Lugar, dos alunos e alunas do DCDA. A apresentação acontece às 20h, no Teatro Bruno Kiefer. Os ingressos custam R$ 25; estudantes e idosos têm desconto de 50%.

O público assistirá tecido acrobático, acroyoga, dança moderna de Martha Graham, dança contemporânea, dança afro-brasileira e lira circense. Tudo com direção e concepção de Marilice Bastos, que também divide a produção e as coreografias com Sara Winckelmann e Arthur Borba. Os figurinos do espetáculo têm criação coletiva; a trilha sonora original é composta e executada ao vivo por Marcos Stumpf e Dragons In Danger; a operação de som é da Prego Produções; a iluminação é de Leandro Gasse e as fotos de Glaucio Souza.

“Na individualidade somos criativos. Respeitar nossos limites e aprender com eles nos torna sábios. É a partir do entendimento do nosso corpo que podemos agir no coletivo. Aqui, no DCDA, todos os corpos são especiais e não há limite para a expressividade”, está escrito no release do evento.

Participam:

Marilice Bastos
Arthur Borba
Roberta Campos
Sara Winckelmann
Amanda Bahi
Judite Inês
Fabiane Woyciekowski
Débora Freitas
Fabíola Barreto
Bia Garbelini
Sofia Garbelini
Gil Matos
João Matos
Bruna Lazzeri
Nicole Lazzari
Gabrielle Garrafiel
Karitha Soares
Helen Correia
Martha Lopes
Manuela Martins
Marcus Silveira
Francisco Machado
Melissa Guzzi
Amanda Boelter
Rebeca Rabel
Sofia Joris
Manuela Salvaterra
Luiza Simão
Luciana Serafine.

SERVIÇO

Pauta: Espetáculo Meu Corpo, Meu Lugar

Quando: 15 de dezembro, às 20h

Local: Teatro Bruno Kiefer / 6º andar da CCMQ (Rua dos Andradas, nº 736)

Ingresso: R$ 25 (50% para estudante e idoso).

Texto: Roberta Amaral/CCMQ
Edição: André Malinoski/Secom

  17 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

17 Acessos

'Saravá! Sejam Todos Bem-Vindos' agita Casa de Cultura na terça-feira

No espetáculo 'Saravá! Sejam Todos Bem-Vindos', a cantora Ilse Lampert e seu grupo se preocupam em dar nova roupagem com novos arranjos, sem descaracterizar a essência das canções de forma contemporânea. O repertório escolhido destaca Noel Rosa, Adoniran Barbosa, Ivan Lins, Elis Regina, Clara Nunes, Marisa Monte, Alcione, João Bosco, entre outros. Ilse Lampert interpreta também um samba inédito de autoria de Adriano Sousa e Luciano Sousa. O show acontece na terça-feira (4), às 12h30 na Travessa dos Cataventos. 

O Plano Anual de Atividades 2018-2019 da CCMQ tem incentivo da Lei Rouanet, patrocínio do Banrisul, gestão e planejamento da Cida Cultural e realização da Casa de Cultura Mario Quintana, Associação dos Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana e do Ministério da Cultura/Governo Federal. 

FICHA TÉCNICA: 

Ilse Lampert: voz

Anderson Ventura: violão

Adriano Sousa: pandeiro e tamborim

Luciano Sousa: cavaquinho

Igor Peres: surdo. 

SERVIÇO: 

Pauta: show 'Saravá! Sejam Todos Bem-Vindos'

Data: terça-feira (4), às 12h30

Local: Travessa dos Cataventos

Em caso de chuva, a performance acontece na área interna da Casa.

Texto: Ascom CCMQ
Edição: Léa Aragón/ Secom

  23 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

23 Acessos

Casa de Cultura Mario Quintana apresenta espetáculo de circo neste domingo

O Grupo Circokids ARTENOAR apresenta neste domingo (2), no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), o espetáculo “Todos juntos somos fortes”. É a terceira mostra anual dos alunos. Os ingressos antecipados custam R$ 15 e podem ser adquiridos na Academia American (Rua Dr. Barcelos, nº 2035), em Porto Alegre.

“Explorando possibilidades de expressão do corpo através da arte aérea dos tecidos circenses, descobrimos uma conexão muito especial. Todos Juntos traz a energia, a força e a determinação de um grupo em contraponto às diversidades da vida real, numa emocionante caminhada interpretada desde a primeira infância e ritmada por uma seleta trilha sonora”, conta a diretora Amaralina Feijó.

FICHA TÉCNICA

Direção-geral e Orientações Coreográficas: Amaralina Zimermann Feijó

Figurinos: Lisiane Antunes

Equipe Técnica: Osmar Montiel

Equipe de Montagem: Rodrigo Shalako.

Elenco: Amanda Caimi, Amanda Rios, Amaralina Zimermann Feijó, Ana Cássia Sartori, Ana Luiza Prestes, Bianca Piassini, Flávia Vieira, Francielle Marinho, Gabriela Scalco, Gabriela Vieira, Giovana Presa, Isadora Fraga, Isadorah Mathias, Isis Goulart, Júlia de Menezes, Kemilly Bandeira, Lanay Zimermann Feijó, Luma Schaeffer, Manuela Hochmuller, Marcela Campos, Mariane Mathias, Nathalia Bousqui, Josiane Mânica, Raíssa Gonçalves e Rafaela Fraga.

SERVIÇO

Pauta: espetáculo “Todos juntos somos fortes”

Quando: domingo (2), às 15h (1ª sessão) e 18h (2ª sessão)

Local: Teatro Bruno Kiefer – 6º andar da CCMQ (Rua dos Andradas, nº 736)

Ingressos: R$ 15 (plantão de vendas dia 1º de dezembro, das 15h às 18h30 na Academia American - Rua Dr. Barcelos, nº 2035).

Texto: Darlene Silveira/CCMQ
Edição: André Malinoski/Secom

  29 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

29 Acessos

Defesa Civil atualiza situação dos cinco municípios atingidos pelas chuvas de sexta

A Defesa Civil emitiu um boletim às 11h deste sábado (1º) a respeito das fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul no dia anterior, causando danos aos municípios de Coqueiro Baixo, Nova Bassano, Nova Bréscia, Vanini e Vespasiano Corrêa.

Nesses cinco municípios há 100 pessoas desalojadas e 32 residências foram atingidas. Seis prédios também sofreram danos por causa da chuva. Não há registros de desabrigados, feridos ou óbitos.

Confira os detalhes no quadro em anexo aqui.

Texto e edição: Secom

  28 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

28 Acessos

Curso inédito para 27 jovens rurais tem formatura em Canguçu

A formatura de 27 jovens que participaram da primeira edição do curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento para a Juventude Rural, realizado no Centro de Formação de Agricultores de Canguçu (Cetac), ocorreu na quinta-feira (29). A solenidade contou com a presença do presidente da Emater/RS, Iberê de Mesquita Orsi, que ressaltou a importância da profissão de agricultor.

O curso foi desenvolvido no Cetac e foi uma iniciativa da Emater-RS/Ascar, com apoio das prefeituras de São Lourenço do Sul, Pelotas e Canguçu, Sicredi, 5ª Coordenadoria Regional de Educação, Embrapa, Escola Técnica Estadual Canguçu (Etec), Escola Técnica Estadual Santa Isabel (Etesi, de São Lourenço do Sul), conselhos municipais de Agricultura e Secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR).

Realizado em oito módulos de três dias cada, uma vez por mês, o curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento para a Juventude Rural iniciou no dia 3 abril deste ano, totalizando 200 horas-aula, em que os jovens participaram de atividades nas áreas produtiva, econômica, social, ambiental e de desenvolvimento pessoal.

Alunos

Concluíram o curso os jovens Ariane Wascow Gehrke, Davi Kunde Lemke, Felipe Jeske Bubolz, Júlia Alana Geri Ritter, Karine Andriele Thurow, Lavínia Timm Schneider, Leander Kruger, Sandrine Kruger, Diunes de Silva Cardozo, Eliane Wacholz Lubke, Carine da Silva Cardozo, Francieli Ney Ney, Gabriel Neufeldt Reichow, Iasmin Roloff Rutz, Jordana Wacholz Krolow, Mara Hellwig Thurow, Milene Kern Thurow, Otavio Scheer Kickofel, Rosenir Machado Ney, William Wolter Lemke, Diego Bosel Timm, Karolain Klug Schiller, Renan Beling, Thainã Zitzke Muller, Jaine Fabiola Lubke Bonow, Jennifer Lima da Silva e Murilo Schwanke Neitzke.

Texto: Adriane Bertoglio Rodrigues, com apoio de Rafael Costa Dias/Ascom Emater/RS-Ascar – Regional Pelotas
Edição: André Malinoski/Secom

  37 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

37 Acessos

Mês a Mês na História aborda festas natalinas, praias e repressão durante a Ditadura Militar

O público pode conferir a partir de terça-feira (4), no primeiro andar do Memorial do Rio Grande do Sul, a exposição de dezembro do projeto Mês a Mês na História. Esta edição apresenta três eixos distintos: o Natal com seus antigos cartões de felicitações, a praia como espaço de lazer e local de investigação científica, e o período de repressão durante a Ditadura Militar com o Ato Institucional nº 5. A mostra tem entrada franca e pode ser visitada até o dia 30 de dezembro.

Entre os materiais apresentados, há um estudo sobre vestígios arqueológicos dos sambaquis de Torres, realizado pelo historiador, geógrafo e juiz de Direito, Ruy Ruben Ruschel. E também estarão expostos documentos do século XIX sobre a construção do Farol de Itapuã. Serão exibidos ainda registros policiais das agressões a um garoto de 16 anos e sua mãe, além da perseguição aos funcionários públicos e opositores do Regime Militar no Brasil por meio do Ato Institucional nº 5.

torres30 Cartão-postal antigo da praia de Torres e suas formações rochosas - Foto: Acervo AHRS

A pesquisa e os textos foram elaborados por parte da equipe do Arquivo Histórico do RS – a historiógrafa Rejane Penna Martins, a arquivista Vivian Eiko Fujisawa e os acadêmicos de História Carlos Eduardo Pereira e Alan Ricardo Schimidt Pereira.

Sobre o Mês a Mês na História

O projeto idealizado e realizado pelo Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul – instituição da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer – completou um ano em julho de 2018. A proposta busca valorizar e incentivar a leitura de fontes primárias com a exposição de documentos originais do acervo do AHRS, relacionados a contextos e assuntos de interesse da comunidade, que revelam um conhecimento inestimável sobre a História do Rio Grande do Sul e do Brasil. 

SERVIÇO

Pauta: Mês a Mês na História (edição de dezembro)

Quando: de terça-feira (4) a domingo (30 de dezembro)

Onde: Memorial do RS (1º andar) - Rua Sete de Setembro, nº 1020, no Centro Histórico de Porto Alegre

Entrada franca.

Texto: Mariângela Machado/Memorial do RS/Sedactel
Edição: André Malinoski/Secom

  24 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

24 Acessos

Nani Medeiros in Duo abre Chapéu Acústico de dezembro

Um passeio por vários clássicos da Música Popular Brasileira, de compositores antigos e novos, é a proposta do Nani Medeiros in Duo, no show que fará no dia 4 de dezembro (terça-feira), a partir das 19h, abrindo o projeto Chapéu Acústico de dezembro, na Biblioteca Pública do Estado/BPE (Riachuelo, 1190). A cantora Nani Medeiros e o violonista Junior Pita interpretarão clássicos de Noel Rosa a Chico Buarque, na apresentação com contribuição espontânea.

Também no repertório, Gilberto Gil, Vinicius de Moraes, Caetano Veloso, Tom Jobim, Luiz Gonzaga, Edu Lobo e Baden Powell. E obras de diversas cantoras da MPB, como Elizeth Cardoso, Clara Nunes, Elis Regina e Marisa Monte. O programa é marcado pela diversidade, contemplando vários gêneros: samba, canção, valsa, choro, baião, bossa, afro-samba. A dupla propõe uma bela noite musical, onde a música brasileira será contemplada com muita verdade, vontade e emoção.

Chapéu Acústico

Realizado conjuntamente pelo produtor Marcos Monteiro e a Biblioteca Pública do Estado (BPE), vinculada à Secretaria da Cultura, Turismo, Esportes e Lazer (Sedactel), o projeto vem desde setembro de 2016 movimentando o Salão Mourisco, com performances de grandes nomes do cenário musical gaúcho, entre instrumentistas de formação jazzística e cantores (as). A ideia surgiu da vontade de desenvolver atividades musicais sem depender de verba pública ou privada, com a parceria de artistas profissionais, dispostos a movimentarem a cena artística. A ação se dá sem cobrança de ingressos, usando o chapéu como forma de arrecadação, como acontece nas performances de rua.

SERVIÇO

Pauta: Nani Medeiros in Duo abre Chapéu Acústico de dezembro

Quando: 4 de dezembro (terça-feira), às 19h

Local: Biblioteca Pública do Estado (Riachuelo, nº 1190), em Porto Alegre

Informações: 3224-5045 (Biblioteca Pública do Estado)

Contatos: 3013-2236 e 9935-0608 (produtor Marcos Monteiro) e e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Contribuição espontânea.

Texto: Ascom BPE
Edição: Secom

  37 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

37 Acessos

CEEE entrega 120 quilos de tampinhas plásticas para a APAE de Canela

Foram entregues na manhã de sexta-feira (30), 121 quilos de tampinhas plásticas para a APAE de Canela. O material foi coletado por funcionários da CEEE em Porto Alegre, Passo Fundo e Canela. Agora será revertido em recursos para auxiliar no custeio da entidade, que atende 130 pessoas entre crianças, jovens e adultos.

A CEEE realiza, desde meados de 2016, o projeto #Tampinhamiga, que tem por objetivo arrecadar tampinhas plásticas e lacres metálicos para serem doados a instituições de causas sociais. Segundo os organizadores dessa iniciativa solidária, “além do lado social, o programa tem um caráter ambiental, já que há um destino nobre ao material que, de outra forma, teria sido depositado na natureza.”

Só este ano, quase 1,5 tonelada foi destinada a 11 entidades beneficentes de sete municípios: Canela, Canoas, Osório, Porto Alegre, Rio Grande, Taquara e Tramandaí. Desde o início do projeto, o balanço chega a 2,1 toneladas de doações para 22 instituições de dez municípios.

Mais sobre o Grupo CEEE

O Grupo CEEE atua no setor energético e está presente em todo o Rio Grande do Sul, onde possui concessões de usinas hidrelétricas e eólicas, de transmissão e de distribuição de energia, além de participações em empreendimentos ligados ao setor. Criada em 1943, é a maior empresa do setor de energia elétrica do estado e a 10ª maior empresa do RS, de acordo com a mais recente pesquisa Grandes e Líderes no estado, realizada pela Revista Amanhã em novembro de 2018. Entre usinas próprias e participações, a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) tem potência instalada de 1.252,22 MW. São 15 usinas próprias (que somam de 909,0 MW de capacidade instalada), concentradas nas regiões Norte e Nordeste do Rio Grande do Sul.

Texto: Leticia Coronel Jardim/Grupo CEEE
Edição: André Malinoski/Secom

  24 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

24 Acessos

Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) anunciou, nesta sexta-feira (30), a prorrogação do prazo para as placas padrão Mercosul, que estavam previstas para entrar em vigor neste 1º de dezembro. A nova data será escalonada nos estados brasileiros, variando de 3 a 31 de dezembro. No RS, o prazo final é no dia 17 de dezembro.

A medida atende aos pedidos dos Detrans, tendo em vista o baixo número de empresas aptas para confeccionar as placas e a falta de capilaridade para atender a todas as regiões. O Rio Grande do Sul possui duas empresas cadastradas para fabricar as chapas-base e 84 para estampar (esse número é dinâmico, muda conforme vão entrando novos pedidos). No entanto, nem todas essas empresas concluíram o processo de cadastramento junto ao Denatran.

Sobre a placa padrão Mercosul

A mudança do modelo das placas para unificar os veículos do Mercosul está prevista em regramento federal – resoluções 729, 733 e 745 do Contran. A placa será trocada somente nos veículos novos a serem registrados, em processo de transferência de município ou de propriedade, ou quando houver a necessidade de substituição das placas (por perda, por exemplo). Os demais não terão data limite para se adaptar, poderão circular normalmente com a placa atual (cinza).

  45 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

45 Acessos

Escola Raul Pilla é exemplo de prevenção no dia nacional de combate ao Aedes aegypti

O Dia D de combate ao Aedes aegypti ocorreu nesta sexta-feira (30) em todo o país. Aproveitando a data, a equipe do Programa Saúde na Escola (PSE), da Secretaria da Educação (Seduc), promoveu na Escola Raul Pilla, em Porto Alegre, uma ação de conscientização sobre os principais cuidados em relação ao meio ambiente e prevenção do mosquito. A direção da instituição de ensino mostrou as atividades pedagógicas realizadas com os alunos ao longo do ano, incluindo uma horta escolar, uma plantação de árvores nativas e o reaproveitamento de materiais recicláveis que poderiam se tornar foco de proliferação do inseto.

A responsável pelo Programa Saúde na Escola (PSE), do Departamento Pedagógico da Seduc, Caren Fortunato, elogiou a iniciativa e ressaltou a necessidade de aumentar as ações de combate ao mosquito, vetor de doenças como a Dengue, a Zika e a Chikungunya. "Com a chegada do verão e o início do período de chuvas é essencial que o monitoramento se torne mais frequente. Felizmente, nós temos ações como esta que ocorrem durante o ano letivo e evitam a proliferação do Aedes", destacou.

O vice-diretor da Escola Raul Pilla, Sérgio Campos, explicou que para criar a horta escolar foram reutilizados abrigos de paradas de ônibus e pneus velhos descartados pela comunidade. "Muitas vezes as pessoas jogam lixo no entorno da escola e nós procuramos conscientizar os jovens a reaproveitar o material cuidando do meio ambiente. Assim, eles previnem o mosquito e produzem alguns alimentos que são servidos na refeição", explicou.

O aluno Gabriel Kretzmann, 16 anos, do 1º ano do Ensino Médio, contou as vantagens de ter participado ao longo do ano de atividades práticas e teóricas sobre a horta escolar. "Eu aprendi a plantar e consegui entender a importância de consumirmos alimentos saudáveis", enalteceu.

Dia D contra o Aedes

Municípios de todo o país estão mobilizados em ações para combater o Aedes aegypti nesta sexta, quando é realizado o dia D de combate ao mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e o vírus da Zika. Desde o início da semana, segundo o Ministério da Saúde, ocorrem atividades de conscientização e busca de criadouros do mosquito em todos os estados. Ao todo, 210 mil unidades públicas e privadas participam do mutirão, incluindo escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Em 2018, foram registrados no Brasil 228.042 casos de dengue. No mesmo período do ano passado, foram 226.675. O número de óbitos apresentou queda, passando de 173 mortes (2017) para 136 (2018).

Em 2017, foram registrados 183.281 casos de Chikungunya e, neste ano, o número caiu para 82.382. Em relação às mortes, o número passou de 183 para 35. No caso da Zika, a queda em relação ao ano passado foi de 54%: de 16.616 casos para 7.544 casos prováveis. Neste ano, duas pessoas morreram.

Saúde na Escola

O Programa Saúde na Escola (PSE) foi instituído em 2007 pelo Decreto Presidencial nº 6.286. A articulação entre estabelecimentos de ensino e Rede Básica de Saúde é a base do programa. O objetivo é desenvolver políticas públicas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos, promovendo saúde e educação integral.

Texto: Diego da Costa/Seduc
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  37 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

37 Acessos

Última edição do Futuro RS tem como assunto o Desenvolvimento Sustentável

A Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG) lança a décima e última edição do caderno Futuro RS. A publicação resume as nove anteriores e amplia o tema Desenvolvimento Sustentável. A proposta é avançar na elaboração de propostas para o estado no horizonte de 2040. Última edição do Futuro RS tem como assunto o Desenvolvimento Sustentável

O último caderno da coletânea de 10 volumes atende a um duplo propósito. Consolida as agendas propostas em nove cadernos temáticos e aponta conexões com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pelas Nações Unidas. Eles são resultado de um compromisso entre os países signatários, estabelecido em 2015, em Nova Iorque. Esse plano de ação contempla 17 objetivos e 169 metas que buscam a erradicação da pobreza e a promoção de uma vida digna para todos os habitantes do planeta.

"As publicações têm uma forte conexão com os ODS. Dos 17 objetivos, 11 apresentam relação direta com um ou mais dos temas trabalhados pelo projeto. Percebe-se que o material produzido no âmbito do Futuro RS demonstra estar em sintonia com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável e que a implementação dessas propostas poderá contribuir consideravelmente para que o Estado alcance as metas estabelecidas pela ONU", disse o diretor do Departamento de Planejamento da SPGG, Antônio Cargnin.

Na décima edição são 117 páginas que trazem os resultados das oficinas desenvolvidas ao longo deste ano. O Futuro RS é um projeto que tem como enfoque elaborar uma agenda de desenvolvimento propositiva, tratando de construir alternativas e temas para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. Também busca construir estratégias e propostas que possam fazer frente aos problemas do estado.

O conteúdo na íntegra está disponível aqui .   

Cadernos publicados

· Caderno 1 - Temas para uma agenda de desenvolvimento;

· Caderno 2 - O envelhecimento da população gaúcha e as consequências e os desafios para as políticas públicas na área da Saúde e da Educação;

· Caderno 3 - Alternativas para o desenvolvimento do estado a partir da dinamização da indústria de transformação;

· Caderno 4 - Propostas e desafios para ampliação da produtividade e da qualidade da produção: leite e lavoura de grãos;

· Caderno 5 - Alternativas para o desenvolvimento regional e o equilíbrio territorial;

· Caderno 6 - Alternativas para as finanças públicas do Estado: Previdência Social;

. Caderno 7 - Desafios e alternativas para o equilíbrio da matriz modal e para superação dos gargalos de infraestrutura de transportes no Estado;

. Caderno 8 - As consequências da violência e as possibilidades da inteligência e do uso de tecnologias para qualificação da Segurança Pública;

. Caderno 9 - O futuro das cidades e a sustentabilidade. 

Texto: Lucas Barroso/SPGG
Edição: Léa Aragón/ Secom

  32 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

32 Acessos

Sema finaliza estudo de unidade de conservação do Banhado Grande

Uma força-tarefa criada pela Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) finalizou os estudos para estabelecer as diretrizes de uso sustentável da Área de Proteção Ambiental (APA) do Banhado Grande. Com uma área superior a 130 mil hectares, a unidade de conservação, localizada entre Glorinha, Gravataí, Viamão e Santo Antônio da Patrulha - possui vegetação característica dos biomas Mata Atlântica e Pampa.

A preservação do conjunto de banhados, a proteção dos ecossistemas naturais, a conservação do solo e dos recursos hídricos, a recuperação de áreas degradadas e a proteção da flora e fauna nativas foram apontados pelos estudos como os alvos de proteção do Banhado Grande.

A secretária Ana Pellini destaca, entretanto, que o desafio está em compatibilizar a proteção dos ecossistemas naturais ali existentes com algumas atividades econômicas como mineração e o cultivo do arroz. Outra preocupação é com a erosão dos banhados e dos canais e a conservação do cervo do pantanal.

Para poder finalizar o Plano de Manejo da APA do Banhado Grande, a Sema aguarda a conclusão de estudos socioeconômicos complementares.

Texto: Catarina Gomes/Sema
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  28 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

28 Acessos

Estado conclui pagamento da folha dos servidores nesta sexta-feira

O governo do Estado irá quitar, nesta sexta-feira (30), a folha de outubro para o último grupo de servidores que restava pendente. Para atender aos 5.480 vínculos com rendimento líquido acima de R$ 15.000, a Secretaria da Fazenda precisou dispor R$ 109 milhões em caixa. Os valores estarão disponíveis na rede bancária entre o final da tarde e o início da noite.

Desde a quarta-feira (28), estavam integralizados os salários do mês passado para 338,5 mil matrículas, o que representa 98,4% do funcionalismo do Poder Executivo. A parte líquida da folha do mês passado fechou em R$ 1,228 bilhão.

Também nesta sexta-feira (30) houve o depósito da 11ª parcela já atualizada do 13º salário de 2017 para todos servidores vinculados ao Poder Executivo. Para atender ao compromisso com a penúltima etapa do parcelamento da chamada gratificação natalina foram necessários R$ 110 milhões. Outros R$ 4 milhões foram utilizados para pagar a primeira parcela do 13º salário deste ano para os funcionários das fundações públicas, que são regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Folha de novembro

Restará pendente ainda o pagamento das consignações bancárias referentes ao mês de outubro, que correspondem a R$ 180 milhões e cujo repasse está programado para acontecer a partir do dia 10 do próximo mês. As consignações são valores que o servidor autoriza descontar nos seus vencimentos, como empréstimos e contratação de serviços nos bancos ou entidades sindicais.

Somente após superar este compromisso a Fazenda terá condições de iniciar a quitação da folha de novembro para os primeiros grupos de servidores, sempre de acordo com o comportamento da arrecadação. A folha líquida deste mês fechou em R$ 1,255 bilhão.

FOLHA SALARIAL DE OUTUBRO – SERVIDORES DO PODER EXECUTIVO

• Dia 31/10 - 10ª parcela do 13º salário de 2017 - R$ 110 milhões
• Dia 31/10 - Indenização pelo atraso / folha de setembro - R$ 1 milhão
• Dia 05/11 - Quitação dos salários das fundações - R$ 25 milhões
• Dia 12/11 - Até R$ 1.300 líquidos (26.857 matrículas no acumulado) - R$ 79,3 milhões
• Dia 12/11* - Até 2.000 líquidos (152.023 matrículas no acumulado) - R$ 136,4 milhões
• Dia 13/11 - Até 7.000 líquidos (308.326 matrículas no acumulado) - R$ 628,8 milhões
• Dia 21/11 - Até R$ 8.000 líquidos (317.874 matrículas no acumulado) - R$ 74,3 milhões
• Dia 26/11 - Até R$ 10.000 líquidos (328.410 matrículas no acumulado) - R$ 97,8 milhões
• Dia 28/11 - Até 15.000 líquidos (336.580 matrículas no acumulado) - R$ 101,7 milhões
• Dia 30/11 - Quitação total (342.060 matrículas no acumulado) - R$ 109 milhões.

(*) Depósito no final de tarde/início da noite.

Texto: Pepo Kerschner/Sefaz
Edição: André Malinoski/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

EGR recupera pavimento da ERS-135 em Coxilha

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), em parceria com o governo do Estado e a Secretaria dos Transportes, segue fazendo a recuperação da ERS-135, no trecho administrado pela empresa pública – do km 0 ao 78. Com investimento de mais de R$ 10 milhões, os serviços são realizados pela RGS Engenharia, contratada por licitação.

Recentemente, foi realizada a reconstrução de pavimento no segmento do km 54,2 ao 56,6, em Getúlio Vargas, incluindo a reconstrução da estrutura da pista. Nas próximas semanas, o trecho receberá pintura. As frentes de trabalho também se concentram no 77 e 78, em Erechim, com serviço de reciclagem. O contrato dos trabalhos iniciou em agosto, com prazo de execução de 24 meses. Os recursos são oriundos da praça de pedágio de Coxilha.

Sobre a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR)

Em funcionamento desde 2013, conta com uma estrutura de 75 funcionários, contratados por concurso público. A EGR atua na conservação, manutenção, limpeza e implantação de melhorias em mais de 900 quilômetros de rodovias no estado. Também oferece aos usuários serviços de ambulância, guincho e resgate. A empresa pública é vinculada à Secretaria dos Transportes do RS.

Texto: Ascom EGR
Edição: André Malinoski/Secom

  28 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

28 Acessos

Draga Kaishuu chega a Rio Grande para operar na dragagem do canal

Depois de 30 dias de operação da dragagem do canal de acesso ao Porto do Rio Grande, chegou nesta sexta-feira (30), a segunda draga que irá operar no procedimento. A draga Kaishuu atracou por volta do meio-dia no Porto Novo, cais público do Porto do Rio Grande.

A embarcação tem 157 metros de comprimento por 28 metros de largura. Ela tem capacidade de sucção de até 16 mil metros cúbicos de sedimentos por ciclo. A Kaishuu irá operar de forma simultânea com a Pearl River que já opera desde 29 de outubro. A nova draga deve iniciar a operação no dia 1º de dezembro.

“Importante destacar que operar duas dragas simultaneamente faz parte do contrato firmado entre o consórcio e o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Temos um mês de obra e notamos um processo ágil e que cumpre com todos os requisitos de proteção ambiental”, afirmou o superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco.

A operação de duas embarcações no canal de acesso não impacta na atividade portuária.

Texto: André Zenobini/SUPRG
Edição: André Malinoski/Secom

  27 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

27 Acessos

Frigorífico na Ceasa terá novo operador para beneficiar 6 mil produtores gaúchos

Após uma década de espera, uma antiga meta da Ceasa/RS (Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul) vai beneficiar seis mil produtores gaúchos. A Focatto Distribuidora de Alimentos venceu a licitação para permissão de uso do antigo frigorífico da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), localizado na Ceasa. A expectativa é de que a unidade de conservação de hortifrútis, carnes e derivados do leite em ambiente refrigerado comece a funcionar no primeiro semestre de 2019.

Segundo a Comissão Especial de Licitações da Ceasa/RS, o lance da empresa vencedora foi de R$ 501 mil. O processo de escolha seguiu critérios definidos por lei, mediante contrapartida de investimentos na reforma, atualização e modernização das instalações de refrigeração, conforme projeto técnico desenvolvido pela empresa GGF - Soluções em Engenharia.

Além de atender às exigências ambientais e de segurança alimentar, o sistema de túneis de resfriamento será substituído por modernos equipamentos com capacidade para maior quantidade de produtos.

Durante quatro décadas, o armazém frigorífico operou por meio de comodato. Em fevereiro de 2015, atendendo aos apelos do governo, de secretarias de Estado e da própria Ceasa/RS, a Conab encaminhou a transferência do imóvel de 7.302,50 metros quadrados. Em agosto de 2016, o frigorífico foi repassado oficialmente à Ceasa/RS em audiência com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, no Palácio do Planalto.

Medida histórica

O documento, que autorizou o repasse, foi entregue ao governador José Ivo Sartori pelo presidente da Conab, Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra. O secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcisio Minetto, e o presidente da Ceasa/RS, Ernesto da Cruz Teixeira, entre outras autoridades, participaram da reunião.

"O repasse contribui para a sustentabilidade da Ceasa, auxilia os produtores e beneficia quem consome esses alimentos. Uma boa notícia às famílias que dependem dessa fonte de renda e abastecem nosso estado com produtos de qualidade", afirmou Sartori à época.

Para Teixeira, a licitação do frigorífico é um feito histórico. A nova planta de refrigeração reduzirá custos para produtores e atacadistas, ampliará a gama de produtos ofertados e será importante fonte de recursos para a instituição. O investimento estimado será de cerca de R$ 2 milhões. Em troca, o operador terá isenção da permissão de uso do espaço por 13 anos, devendo pagar apenas a taxa condominial.

Texto: Eduardo Rodrigues/Ceasa-RS
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  23 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

23 Acessos

Sartori homenageia entidades parceiras do Estado em seminário de governo

Parceria é uma das marcas da gestão Sartori nestes quatro anos no comando do Executivo do Rio Grande do Sul. Para celebrar os resultados positivos gerados pela cooperação entre Estado e sociedade, o governador José Ivo Sartori vai homenagear instituições e entidades parceiras da administração pública na próxima segunda-feira (3), durante o Seminário Todos Pelo Rio Grande - Trabalho, Conquistas e Legados, na Casa da Música da Ospa, no prédio da Secretaria Estadual da Educação no Centro Administrativo do Estado.

O reconhecimento aos parceiros será um dos momentos do seminário de governo, que foi outra marca desta administração. Nestes quatro anos, foram feitas cinco reuniões de trabalho para integrar todas as áreas, com apresentação de ações e projetos prioritários, divididos pelos eixos Social, Econômico, Governança e Gestão, Infraestrutura e Ambiente. Essa sistemática faz parte da ferramenta de gestão Acordo de Resultados, um dos legados mais importantes desta gestão para o Estado. Por meio do Acordo de Resultados, todas as secretarias e órgãos vinculados firmaram com o governo, a cada ano, as metas a serem alcançadas.

O Seminário Todos pelo Rio Grande - Trabalho, Conquistas e Legados servirá também para agradecer a todos que trabalharam, entre 2015 e 2018, na promoção de mudanças e transformações para modernizar a gestão pública.

Assim como nos anteriores, o seminário de governo contará com a presença de secretários de Estado, presidentes e diretores de autarquias e empresas públicas, servidores, deputados e prefeitos. Será feito um balanço geral do trabalho desenvolvido, das conquistas e do legado que fica para o Estado e as futuras gerações.

PROGRAMAÇÃO

8h30 - Abertura, com fala do governador José Ivo Sartori

9h30 - Homenagem a entidades parceiras

10h30 - Intervalo

11h - Painel Eixo Social

12h - Intervalo para almoço

14h - Fala do vice-governador José Paulo Cairoli

14h30 - Painel Eixo Governança e Gestão

15h - Painel Eixo Econômico

15h30 - Painel Eixo Infraestrutura e Ambiente

16h - Fala de encerramento do governador José Ivo Sartori.

Texto e edição: Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Contemplados pelo Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte serão anunciados terça-feira

O governo do Estado anuncia, na próxima terça-feira (4), os contemplados pelo primeiro Edital do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte (Feie), #JuntosPeloEsporte. A solenidade está marcada para as 17h, no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini.  

Os projetos foram analisados pela Câmara Técnica do Pró-Esporte/RS e escolhidos entre 43 pré-selecionados dos 73 inscritos. São 15 projetos de pessoas físicas, que receberão R$ 30 mil cada, totalizando R$ 450 mil. 

O edital valorizou, com pontuação adicional, os projetos que envolvem atividades direcionadas a pessoas com deficiência, altas habilidades e/ou superdotação, fator que foi determinante no resultado.  

O FEIE foi previsto por lei em 2012 e regulamentado por decreto em 2017, com projeção de orçamento para 2018. Teve seu primeiro edital lançado no último dia 2 de agosto.

Texto: Ascom/Sedactel
Edição: Léa Aragón/ Secom

  20 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

20 Acessos

Embaixador português quer estreitar relações com o RS

O segundo encontro entre o governador José Ivo Sartori e o embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Cabral, foi na busca de aprofundar as relações em nível cultural, social e também empresarial e econômica. A audiência foi nesta sexta-feira (30), no Palácio Piratini, com a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e da vice-cônsul de Portugal em Porto Alegre, Adriana de Melo Ribeiro.

Sartori destacou a forte presença da colônia portuguesa no estado e colocou à disposição toda a estrutura das secretarias e órgãos do governo para que haja ainda mais troca de experiências e parcerias com Portugal. O governador também ressaltou que fará a interlocução com o novo governo eleito para que as portas continuem abertas e novas parcerias possam ser construídas.

A situação política e financeira do país e do Estado também foi frisada. “Portugal fez mudanças e transformações muito profundas. Aqui no Rio Grande do Sul também, mas ainda não foram suficientes para reequilibrar as finanças públicas”, declarou Sartori.

O embaixador agradeceu o bom relacionamento, o respeito, a admiração e a consideração que o Rio Grande do Sul tem pela comunidade portuguesa e disse acreditar que isso se manterá no futuro. “Essa é uma relação institucional e constante onde o que interessa é melhorar e desenvolver as relações com o Brasil e as autoridades brasileiras. Precisamos aumentar e estreitar as relações comerciais e empresariais em áreas transversais que possam interessar o estado”, afirmou.

“Aqui no Rio Grande do Sul podemos sempre encontrar um porto seguro para as nossas relações culturais, sociais, econômicas e políticas institucionais. Assim, queremos que possa ser no futuro, para que as pontes institucionais possam continuar para o bem estar das nossas comunidades”, destacou o secretário Carneiro ao agradecer ao governador pela forma como interagiu com os serviços consulares e com a representação diplomática de Portugal.

Setores como das novas tecnologias da informação e da comunicação, das energias renováveis e agroalimentar foram áreas de desenvolvimento do estado discutidas que podem render cooperações, segundo Carneiro. “Nessas áreas pode haver condições para o estabelecimento de parcerias com instituições públicas e privadas portuguesas, tendo em vista trocar experiências sobre as melhores práticas em cada um dos países e estados”, frisou.

Embaixador de Portugal destaca fortalecimento das relações com o RS Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

O embaixador está no Rio Grande do Sul onde participou, nessa quinta-feira (29), do Encontro de Negócios Cone-Sul-Portugal 2018, organizado pela Câmara de Comércio Brasil-Portugal no RS e Vice-Consulado de Portugal em Porto Alegre.

Texto: Cassiane Osório
Edição: Léa Aragón/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

Detecção da Aids registra redução progressiva nos últimos dez anos no RS

A taxa de detecção de Aids no Rio Grande do Sul apresentou redução progressiva nos últimos dez anos, passando de 46,1 novos casos por 100 mil habitantes em 2007 para 29,4 em 2017, o que representa queda de 36,2%. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) nessa terça-feira (27), em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º de dezembro).

Na data, a Secretaria da Saúde (SES) reforça o compromisso de enfrentar a epidemia, já que o RS apresenta uma taxa superior à do Brasil (18,3 casos/100 mil habitantes), sendo a terceira mais elevada do país (1º Roraima com 36,8 e 2º Amapá com 29,8 casos/100 mil habitantes). Em dezembro, será lançada a versão virtual do boletim epidemiológico estadual, que será disponibilizada no site da Secretaria da Saúde.

Gestantes

A taxa de detecção de gestantes com HIV no Brasil apresentou tendência de aumento, sendo de 2,8 casos para cada mil nascidos vivos em 2017. O RS ocupa o 1º lugar no ranking dos estados com a maior taxa de detecção, com 9,5 casos para cada mil nascidos vivos.

No Brasil, no período de 2007 a 2017, foi possível observar uma redução na taxa em crianças menores de cinco anos, chegando a 2,0/100.000 habitantes em 2017. No RS, essas taxas vêm oscilando ano a ano, porém com tendência de declínio, passando de 13,1 casos por 100 mil habitantes em 2007 para 6,0/100 mil habitantes em 2017, o que corresponde a uma queda de 54,2%. Porto Alegre, apesar da tendência de declínio, segue sendo a capital com a maior taxa no país (12,9/100 mil habitantes em 2017).

O tratamento oportuno e adequado das gestantes infectadas pelo HIV evita a transmissão vertical e consequentemente diminui o número em crianças. A adoção de todas as medidas de profilaxia, desde o pré-natal até o parto e nascimento, pode reduzir as chances de transmissão vertical para menos de 1%. A iniciativa estadual de adotar em caráter obrigatório a testagem do HIV em todas as gestantes e parturientes, independentemente do número de testagens anteriores, resultou no aumento expressivo da cobertura, principalmente em instituições privadas e conveniadas, passando de 83% em 2013 para 97,2% em 2017. Essas ações contribuíram para o aumento do número de gestantes com diagnóstico conhecido.

Mortalidade

No Brasil, o coeficiente de mortalidade padronizado por Aids no período de 2007 a 2017 apresentou uma queda, passando de 5,6 para 4,8 óbitos/100 mil habitantes. Na Região Sul, o mesmo fato se repete, tendo o coeficiente passado de 8,0 para 6,4 óbitos/100 mil habitantes. No RS, a mortalidade por Aids tem sido quase o dobro da mortalidade no Brasil nos últimos anos. Porém, é possível observar um declínio de 21,7% na mortalidade no estado, passando de 11,5 em 2007 para 9,0 óbitos/100 mil habitantes em 2017. Na capital, apesar da redução da mortalidade nos últimos anos, é possível verificar que Porto Alegre apresenta o maior coeficiente entre as capitais brasileiras em 2017, sendo de 24,2 óbitos/100 mil habitantes.

Os dados do boletim epidemiológico apontam redução da taxa de detecção na população em geral e em menores de cinco anos e queda na mortalidade ao longo dos últimos anos. Apesar dos avanços, o RS ainda apresenta a terceira taxa de detecção mais elevada entre os estados brasileiros. Atualmente, aproximadamente 59.600 pessoas fazem uso de terapia antirretroviral no estado.

Prevenção e diagnóstico

Para fazer frente a este desafio, o Rio Grande do Sul vem investindo em ações de prevenção combinada, enquanto estratégia de combate e controle da epidemia. Entre as diferentes tecnologias de prevenção, destaca-se a PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV), que consiste no uso de antirretrovirais em até 72h após uma possível exposição ao vírus, com objetivo de evitar a infecção. Outra opção de prevenção, destinada a subgrupos populacionais específicos, é a PREP (Profilaxia Pré-Exposição), que consiste no uso continuado de antirretrovirais por pessoas soronegativas.

A Atenção Básica tem sido o espaço prioritário de oferta de testagem para HIV, Sífilis e Hepatites Virais, considerando o papel fundamental das unidades de saúde nas comunidades. Atualmente, 391 (98%) dos municípios gaúchos oferecem testagem para essas infecções na Atenção Básica.

Texto: Ascom SES
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  27 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

27 Acessos