Redação

Estado paga consignações e conclui folha de outubro

A partir de saldos disponíveis no caixa único, a Secretaria da Fazenda conseguiu reunir os recursos necessários para efetuar, nesta quinta-feira (6), o repasse das chamadas consignações ainda relacionadas à folha do mês de outubro, o que representou R$ 180 milhões. São valores que o servidor autoriza o desconto nos seus vencimentos, como empréstimos e contratação de serviços nos bancos ou entidades sindicais. Deste total, o principal repasse é para o Banrisul, que chega a R$ 130 milhões.

Superados os compromissos do governo do Estado com a folha de outubro, cujos salários líquidos foram quitados na última sexta-feira (30), a Fazenda se volta agora para dar início à quitação dos salários de novembro. A partir do calendário de recolhimento do ICMS, estão previstos para terça-feira (11) os repasses aos primeiros grupos de servidores de acordo com o comportamento da arrecadação.

A folha líquida do mês passado fechou em R$ 1,255 bilhão, novamente sem considerar as consignações. O Poder Executivo compreende cerca de 341 mil matrículas entre ativos, inativos e pensionistas.

Texto: Pepo Kerschner/Sefaz
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Biblioteca Lucília Minssen divulga programação de dezembro na Casa de Cultura

A Biblioteca Lucília Minssen divulga a programação de dezembro que ocorre na Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ). Inscrições e agendamentos: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ou (51)  3225-7089.

Confira:

Contação de histórias

Contação de histórias e visitas guiadas com agendamento prévio para escolas de educação infantil, alunos de ensino fundamental, ensino médio.

Ingressos: escolas particulares, R$ 12; escolas públicas, R$ 10. Por criança.

Informações e agendamentos: 51-3225-7089 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Histórias Natalinas : Então é Natal...! uma festa cristã

Apresentação com a contadora Leonor Pereira.

Data: nas terças-feiras, manhã e tarde.

Uma árvore para o Natal: era uma vez um pinheirinho que esperou ansiosamente ser escolhido para enfeitar o Natal de alguma família, mas ninguém o escolheu. Entretanto, quando tudo parecia perdido aconteceu um milagre.

O Natal de um Papai Noel australiano. Conta a história de um Papai Noel diferente que morava numa ilha no Oceano Pacífico e tinha uma vida tranquila, mas estava chegando o Natal e a hora dos preparativos para entregar os presentes. Ele tinha um grande desafio – não havia as renas para puxar sua camionete –, e agora como termina esta história ?

Dinâmica artística: construção de pinheiro de natal e enfeites.

CONTOS NATALINOS

Apresentação com a contadora Mariah Ramalho.

A história da "Noite Feliz" - a célebre melodia "Noite Feliz" no formato de um belo conto, culminando com a canção em que todos participam cantando.

Um presente muito especial - Um belo conto adaptado do livro de Ana Lasevicius, "Pouco é muito", em que o presente de Natal acompanha um garoto pela vida em todas as suas nuances transformadoras.

Período: nas quintas feiras, manhã ou tarde.

Contação de História - “O Sapateiro e o homem rico”. Fábula de La Fontaine.

Apresentação com a contadora Carmen Henke e William Fraga.

Uma contação de histórias diferente onde o espírito natalino levará à reflexão sobre generosidade, humildade, alegria. Através do lirismo poético da história do Sapateiro, seremos inspirados com paz, amor e fraternidade. Após a história haverá uma oficina “Pintando Pinhas para Natal”, em que as crianças poderão fazer atividade de artes e levar seu trabalho para enfeitar sua casa ou escola. Depois da contação de histórias, a Mamãe Noel e Papai Noel Tropical farão bolhas de sabão gigantes.

Período: nas quartas feiras, manhã e tarde .

ERA UMA VEZ ... sempre uma nova história!

1º e 02 /12 - Vamos cuidar dos animais? Com Pequeno Grupo de Teatro.

08/12 - O Sapateiro e o homem rico, com Carmen Henke e William Fraga.

15/12 - Em boca fechada não entra estrela, com Djine Klein e Lord Pyn.

Local: Sala Lili Inventa o Mundo, às 15h.

Bilheteria com ingressos no local.

VISITAS GUIADAS PARA GRUPOS OU ESCOLAS NA CCMQ

As visitas deverão ser agendadas pelos grupos ou escolas através do telefone (51) 3225-7089, ou email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Escolas particulares, R$ 12; escolas públicas, R$ 10 por aluno.

Visita guiada e histórias contadas

Apresentação de Leonor Pereira.

Roteiro - recepção e acolhida aos alunos na Travessa dos Cataventos: nome proposto em homenagem ao primeiro livro do escritor/poeta Mario Quintana; em cada andar há uma história a contar. Uma espiadinha no quarto do Mario é um presente que vocês vão encontrar. Atividades: com o olhar de criança... as histórias do escritor serão contadas. Baú Imaginário do menino Mario “a infância era seu baú de brinquedos”; Um passarinho chamado Mario (da escritora Léia Cassol); “Um passarinho voou tão alto e desapareceu no céu”; Lili inventa o mundo, uma menina de 8 anos de vestidinho azul e serelepe era sua amiga imaginária; Pé de Pilão “um pato vaidoso que só queria tirar fotos”; uma paradinha na Vitrine do Brinquedo.

Histórias & Estórias, uma visita na Casa de Cultura

Visita Guiada, com Djine Klein & Lord Pyn.

Roteiro: A recepção à escola na Travessa dos Cataventos, onde será contada um pouco da História do Hotel Majestic: construção e tempo histórico; sobre o poeta Mario Quintana, a persona, e seu tempo como morador do Hotel. Sobre a transformação deste em Casa de Cultura Mario Quintana. Durante o passeio pelos diferentes espaços da Casa, acontecerão performances com poemas de Quintana e poetas amigos, como Drummond e Cecília Meireles, e performances simulando diálogos entre esses. Para o encerramento, a escola poderá escolher, entre cinco opções, um conto de um autor brasileiro contemporâneo. No momento do agendamento será fornecida a lista para a escolha, mas este poderá ser uma surpresa, se assim o desejarem.

Passa lá na Casa Cultura Mario Quintana

Roteiro: Os alunos serão recepcionados pelos atores da Cia Passa lá, João Vasconcellos e Luís Fernando Moojen na Travessa dos Cataventos, iniciando a visita pela Casa de Cultura onde apreciarão esquetes e performances teatrais relacionadas às atividades culturais de cada andar.

Visita Guiada - ‘‘Poetando na Casa de Mario’’

Mediação Carmen Henke e William Fraga .

Roteiro: Visitando a Casa de Cultura, conheceremos a história do hotel. Seu Personagem mais ilustre. Quarto do Poeta. Biblioteca Infanto-Juvenil Lucília Minssen. Na Sala Lili Inventa o Mundo-SARAU com PERFORMANCES POÉTICAS de algumas obras de Mario Quintana. A Rua dos Cataventos, Lili Inventa o Mundo, O Batalhão das Letras, Sapo Amarelo... Após a contação de histórias, Mamãe Noel e Papai Noel Tropical farão bolhas de sabão gigantes para encerrar o ano com muitas alegrias.

Contação de Histórias e Visitas guiadas na CCMQ

Roteiro: Histórico do prédio, biografia e récita dos poemas do poeta Mario Quintana referentes às festas de final de ano junto com contação de histórias do poeta.

Atividade conjunta e opcional à visita: para crianças (5 a 12 anos) confecção de catavento ou pente musical de acordo com o conto de Mario, o menino Filó; para jovens, adultos e +60 sarau com poemas do Mario ou autorais daqueles que forem poetas. Coordenação: Mariah Ramalho.

Texto: Ascom da CCMQ
Edição: Secom

  23 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

23 Acessos

Pelotas recebe mutirão para regularizar imóveis da Cohab

Os mutuários da extinta Companhia Estadual de Habitação (Cohab) terão uma oportunidade para encaminhar a escritura definitiva de seus imóveis na próxima semana. A secretaria de Obras, Saneamento e Habitação (SOSH) irá promover, na quarta (12), quinta (13) e sexta-feira (14), o mutirão de regularização nas cinco Cohabs de Pelotas (Lindóia, Pestano, Fragata, Guabiroba e Tablada). A ação vai tirar dúvidas dos mutuários e iniciar o processo de emissão das escrituras. O evento tem a parceria da prefeitura, da defensoria pública e de tabelionatos.

"O governo do Estado desburocratizou o processo de regularização e está fazendo uma grande parceria com outras instituições para facilitar a emissão do documento com isenção de ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) e a redução das taxas de cartório. Nosso compromisso é garantir às famílias dignidade e o documento definitivo dos imóveis", destacou o secretário de Obras, Rogério Salazar.

Dos 8.574 imóveis da Cohab em Pelotas, 5.513 ainda não têm escritura definitiva. Com a nova legislação proposta pelo governo estadual e aprovada na Assembleia Legislativa em 2015, os moradores têm facilidade no reconhecimento da titularidade dos imóveis já quitados, inclusive aqueles que têm "contratos de gaveta" e até então estavam impedidos de receber a escritura por falta de documentos.

Data dos mutirões

Cohab Terras Altas (Lindóia) - 12 de Dezembro
Horário: das 9h às 12h
Local: Associação dos Moradores
Rua Ernani Osmar Blass, nº 330

Cohab Fernando Osório (Pestano) - 12 de Dezembro
Horário: das 14h às 18h
Local: Escola Municipal Francisco Caruccio (CAIC)
Avenida Leopoldo Brod, nº 3220

Cohab Fragata - 13 de Dezembro
Horário: das 9h às 12h
Local: Associação de Moradores / Escola Nossa Senhora de Fátima
Rua Carmem Miranda, nº 654

Cohab Guabiroba - 13 de Dezembro
Horário: das 14h às 18h
Local: Escola Luiz Carlos Corrêa da Silva
Rua Dr. Arnaldo da Silva Ferreira, nº 100

Cohab Tablada - 14 de Dezembro
Horário: das 9h às 12h
Local: Associação de Moradores
Avenida Visconde de Pelotas, nº 423

Texto: Jean Maidana/SOSH
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

Saúde na Escola é abordado em seminário no Centro Administrativo

Coordenadores regionais das secretarias da Saúde e da Educação estarão reunidos até esta sexta-feira (7), no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), em Porto Alegre, onde acontece o Seminário Estadual Qualificando a Gestão do Programa Saúde na Escola. O evento, que conta com apoio dos Ministérios da Saúde e Educação, tem por objetivo proporcionar aos participantes um modelo de trabalho para ser multiplicado com os municípios.

Na abertura, nesta quinta-feira (6), o diretor do Departamento de Ações em Saúde, Elson Farias, representando o secretário estadual da Saúde, Francisco Paz, falou do desafio que é fazer um trabalho intersetorial, principalmente envolvendo duas áreas importantes, um trabalho que ultrapassa o término de uma gestão específica. O secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, enfatizou a busca por parcerias para a construção de soluções conjuntas.

A programação inclui palestras sobre as ações realizadas pelo programa como situação vacinal, prevenção ao uso de álcool, tabaco e drogas, promoção da cultura de paz, infecções sexualmente transmissíveis, alimentação saudável, saúde bucal, ocular e auditiva, entre outros tópicos.

O Programa Saúde na Escola promove ações integrais, de Educação e Saúde, voltadas a crianças, adolescentes, jovens e adultos nos diferentes níveis da rede de ensino público (Creche, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio). Abrange 3.500 instituições de ensino no Rio Grande do Sul e 800 mil alunos, inclusive escolas indígenas e escolas técnicas agrícolas rurais.

Texto: Ascom SES/RS
Edição: André Malinoski/Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Kits de irrigação serão entregues a pequenos produtores rurais em 346 municípios

O governo do Estado fez a entrega simbólica, nesta quarta-feira (5), no Palácio Piratini, dos kits de irrigação que serão utilizados nos 346 municípios selecionados pelo Programa de Irrigação Familiar (PIF). Os equipamentos, entregues às prefeituras no Dia Mundial do Solo, contemplarão 371 propriedades de acordo com critérios que levam em consideração a concentração de minifúndios e os menores índices de desenvolvimento humano/renda. O valor do investimento é de mais de R$ 1 milhão.

Sartori: Sartori: "kits estimulam produção, levam melhorias aos agricultores e atendem quem não tem acesso às melhorias" - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

A parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e abastecimento (Mapa) incentiva a pequena produção irrigada de hortigranjeiros, estimulando o consumo e a melhoria da qualidade alimentar da população rural. No próximo dia 13 de dezembro (quinta-feira), uma demonstração do funcionamento dos kits ocorrerá em Dia de Campo para técnicos das prefeituras beneficiadas em Charqueadas.

Após o treinamento de instalação, o governador José Ivo Sartori pediu aos prefeitos que acelerem a colocação em operação dos equipamentos nas zonas rurais. Os produtos, com capacidade para irrigar uma área de mil metros quadrados, reúnem caixa d'água, motobomba, tubos de plástico, rolo de cabo elétrico e peça de gotejamento. Os kits estão disponíveis para retirada das prefeituras no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A instalação será de responsabilidade dos municípios. 

Sartori ressaltou a parceria com o Mapa, levando tecnologia até o campo e incentivando a economia rural e a produtividade. "Os kits de irrigação estimulam a produção, levam melhorias aos agricultores, mas, especialmente, porque atendem as pequenas propriedades que geralmente não têm acesso às melhorias", destacou.

Muitas frentes exemplificam o grau de importância para o pequeno produtor, desde criar o estímulo para quem tem necessidade; socorrer aos que enfrentam dificuldades climáticas; aumentar produtividade agrícola; e estimular feiras hortifrutigranjeiras municipais, enumera o secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein. "Pode ser singelo, mas o kit tem a maior importância ao agricultor. É resultado de gota em gota resolvendo problemas", afirmou.

Seleção

Os agricultores foram selecionados de acordo com critérios como possuir declaração de aptidão ao Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), plano de uso da área a ser irrigada, energia elétrica e suprimento da água necessária. O prefeito de Jaguarão, Favio Telis, representando os demais municípios contemplados foi enfático: "Este ato de entrega de equipamentos vai representar um estímulo para os pequenos agricultores. É gigante a necessidade que temos nestas localidades em desenvolver a economia, sobretudo aos que produzem".

Prestigiaram o evento o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcisio Minetto, e o deputado estadual Ernani Pólo, prefeitos e representantes de entidades rurais.

Municípios e quantidade de kits

Amaral Ferrador - 10
Arambaré - 10
Arroio Dos Ratos - 10
Arroio Grande - 10
Barão Do Triunfo - 10
Barra Do Ribeiro - 10
Bom Jesus -10
Cacequi - 10
Canguçu - 10
Capão Do Cipó - 10
Caraá - 10
Cerro Grande Do Sul - 10
Charqueadas - 20
Chuvisca - 10
Cristal - 10
Dom Feliciano - 10
Estrela - 10
Hulha Negra - 7
Itapuca - 15
Itati - 20
Jaguarão - 10
Lavras Do Sul - 10
Mampituba - 10
Marques De Souza - 11
Mata - 10
Morro Redondo - 10
Mostardas - 10
Paraíso Do Sul - 10
Pinheiro Machado - 10
Rosário Do Sul - 10
Santa Margarida Do Sul - 8
Santa Rosa - 10
São José Do Herval - 10
São Vicente Do Sul - 10
Tavares - 10
Unistalda - 10

Texto: Rodrigo Vizzotto
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

Encontro debate qualificação da gestão das escolas agrícolas

A Secretaria da Educação (Seduc), por meio da Superintendência da Educação Profissional (Suepro), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), com o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), promoveu, nesta quarta-feira (5), um workshop de encerramento das ações do Programa de Qualificação das Escolas Agrícolas em 2018. O encontro, ocorrido na Escola Senac Gestão e Negócios, apresentou boas práticas de gestão desenvolvidas ao longo do ano nas 26 escolas agrícolas estaduais. Na ocasião, também foram entregues às instituições de ensino drones que serão utilizados como ferramenta na elaboração de projetos pedagógicos em sala de aula.

O secretário da Educação, Ronald Krummenauer, agradeceu o trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino e destacou a necessidade de as escolas agrícolas estarem afinadas com um setor altamente competitivo que, de acordo com ele, é o agronegócio. "Esta grande parceria desenvolvida com o Senac, o PGQP e o Sebrae deve continuar, independentemente da gestão que assumir a partir do próximo ano. Este é um grande acréscimo para os nossos alunos melhorarem cada vez mais a sua aprendizagem", explicou.

Conforme o diretor regional do Senac no Rio Grande do Sul, João Paulo da Rosa, o trabalho realizado com as escolas agrícolas foi o de implantar um modelo de excelência em gestão. "Foi um prazer muito grande poder fomentar a qualificação da gestão das instituições de ensino e incentivar o desenvolvimento de práticas que criassem um engajamento com foco na temática do empreendedorismo", enalteceu.

Para o superintendente do Sebrae, Derly Fialho, é muito importante despertar a cultura e o espírito do empreendedorismo nos jovens. "As pessoas que empreendem são aquelas que geram as grandes transformações e mudam o mundo em direção ao futuro", destacou.

Presenças

Ainda estiveram presentes o diretor-Superintendente da Suepro, Mauro Rosso; a diretora-técnica da Suepro, Rossana Padilha Negreira; as representantes do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), Daniela dos santos e Manoela Schneider; além de demais representantes das 26 escolas agrícolas estaduais.

Texto: Diego da Costa/Seduc
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  24 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

24 Acessos

Servidores participam de Roda de Conversa pelo fim da violência contra mulheres

Como parte da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra Mulheres e Meninas no RS, servidores da Fundação de Proteção Especial (FPE) participaram, nesta quarta-feira (5), de Roda de Conversa sobre o tema. O evento abordou a tipificação das violências sofridas por mulheres e meninas e a conscientização de que a responsabilidade sobre esta questão é de todos.

A diretora do Departamento de Políticas para as Mulheres da Secretaria do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humano (SDSTJDH), Salma Farias Valencio, abriu o encontro relatando fato pessoal ocorrido hoje onde também foi vítima de agressão (verbal) por agente público machista. Em sua fala aos servidores, informou que 2% do PIB global é gasto no mundo com violência praticada contra as mulheres. Salma manifestou ainda sua gratidão aos servidores da FPE "que, além de seus afazeres pessoais, são os verdadeiros pais e mães dos abrigados".

O presidente da FPE, José Luiz Barbosa destacou o trabalho dos servidores e a dedicação deles aos abrigados. "São crianças, muitas delas vítimas de violência doméstica e que precisam de uma atenção especial", ressaltou.

A representante da direção de qualificação profissional da FPE, Gabriela Veríssimo, defendeu a importância de uma educação contra a violência de gênero desde os primeiros anos de vida. "Que nenhuma menina se cale diante de uma agressão", desejou.

Pelo Centro Estadual de Referencia da Mulher Vânia Araújo Machado participaram da Roda de Conversa a coordenadora e assistente social Márcia Costa e a advogada Carolina Rodrigues. Pelo Departamento de Políticas para as Mulheres/SDSTJDH, participaram Isabel Kremer, Rosangela Dorneles e Amanda Vieira.

Texto: Ascvom SDSTJDH
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Reservatório em Canela volta ao nível normal nesta quinta-feira

Equipes da CEEE efetuam os procedimentos para encher o reservatório de Canastra, em Canela, que estava rebaixado desde 16 de outubro. Com isso, durante esta quinta-feira (6), haverá redução do fluxo de água do rio Paranhana, que deve retornar aos níveis normais no início da noite. A manobra é necessária para a conclusão das obras de manutenção que a companhia executa em um trecho da tubulação que leva água à usina de Canastra. Parte dos trabalhos só puderam ser realizados com a interrupção do fluxo de água na tubulação e, por isso, foi necessário rebaixar o nível do reservatório.

A partir das 8h, horário previsto para o fechamento da válvula de fundo da barragem, equipes de Canela e de Porto Alegre estarão no local para fazer o monitoramento e resgate de peixes no trecho de vazão reduzida à jusante da barragem. Esta atividade já é de praxe nesse tipo de procedimento para preservar a fauna local.

Durante o período das obras, que foram iniciadas em junho, a usina de Bugres continuou produzindo energia. Canastra, que só deixou de operar durante a etapa seca da obra (de outubro até amanhã), deve retornar à operação após a verificação das condições da adutora com a tubulação cheia, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Sobre a obra

Com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), as obras de manutenção receberam investimento de R$ 2 milhões e estão sendo executadas desde junho. Os trabalhos envolvem reparos em juntas, fundações e na estrutura da tubulação metálica, que tem aproximadamente sete quilômetros de extensão, e incluíram reforço e até movimentação de blocos de concreto que suportam as estruturas.

Investimentos na região

A CEEE vai investir outros R$ 8,1 milhões na ampliação e modernização da subestação que fica na usina de Canastra, também com financiamento do BID e da AFD. Um dos transformadores será substituído por um novo e serão construídos novos módulos de conexão de 138 kV e de entrada de linha 69kV da UHE Bugres. Também fazem parte do projeto, entre outras melhorias, novos sistemas de proteção, controle e supervisão de vários módulos da subestação. A obra deve iniciar na segunda quinzena de janeiro, com previsão de conclusão em julho de 2019.

Texto: Ascom CEEE
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

Ligação da rede de água entre Bagé e Rivera deve ser concluída até final do ano

A prefeitura de Bagé pretende concluir ainda em dezembro as obras de infraestrutura para ligar as redes de distribuição de água da cidade uruguaia de Rivera para a localidade de Serrilhada, no interior de Bagé e Dom Pedrito. O acordo foi fechado na sede da Prefeitura de Bagé, durante reunião com representantes da Intendência de Rivera, do consulado do Uruguai, do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores e o representante da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), José de Oliveira.

A ligação das redes vai possibilitar o fornecimento de água potável proveniente de Rivera para cerca de 50 famílias gaúchas que vivem na região de Serrilhada. As negociações para concretizar o projeto binacional de saneamento básico iniciaram em 2014 e tiveram participação intensa do Núcleo de Fronteira RS, que articulou autoridades do Ministério da Integração e do Itamaraty para agilizar o processo no lado brasileiro. Conforme Oliveira, desde o início das negociações o Estado não vem medindo esforços para viabilizar o acordo. "Não é possível pensar em desenvolvimento sem o acesso à água potável, um bem básico para a saúde da população", afirmou.

Como desdobramento das tratativas, em abril de 2017 foi assinada uma carta de intenções entre as prefeituras de Bagé, Dom Pedrito e Rivera. Em outubro deste ano, o governo brasileiro recebeu cópia do decreto do presidente do Uruguai, Tabaré Vásquez, autorizando o fornecimento de água para os municípios gaúchos. O Senado do Uruguai também aprovou uma emenda à constituição do país que possibilita a cedência do recurso natural. Além do acordo bilateral, o Núcleo de Fronteira também concluiu o Plano de Trabalho para o convênio entre a Secretaria de Obras do Estado e a Prefeitura de Bagé, visando a construção de poços artesianos no município.

O Núcleo

O Núcleo Regional de Integração da Faixa de Fronteira tem com a finalidade propor medidas e coordenar ações do governo na região, promovendo o desenvolvimento econômico e social. Na fronteira estão 197 municípios gaúchos e mais de 3,1 milhões de habitantes, quase um terço da população do estado. São mais de 163 mil quilômetros quadrados de área, o que representa cerca de 62% do território gaúcho. Além da Sdect, também integram o Núcleo as secretarias do Planejamento, da Casa Civil e do Gabinete do Governador.

Texto: Luiz Claudio Farias/Sdect
Edição: Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Governo priorizou reabilitação de jovens e acesso ao mercado de trabalho na área social

O legado de ações sociais nos quatro anos de governo José Ivo Sartori foi apresentado, nesta quarta-feira (5), no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, na data em que se comemora o Dia do Voluntariado. De 2015 a 2018, o Estado intensificou os projetos de desenvolvimento social na reabilitação de jovens, qualificação para inserção no mercado de trabalho e inclusão de pessoas com deficiência. 

A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, enalteceu os resultados alcançados. "Além da escola interna na Fase (Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul), todo jovem sai de lá com a carteira de profissional de trabalho e documentação completa para se inserir no mercado", afirmou.

Sartori e Maria Helena foram homenageados pelas contribuições sociais deixadas no estado Sartori e Maria Helena foram homenageados pelas contribuições sociais deixadas no estado - Foto: Luiz Chaves/Palácio PiratiniEla também chamou a atenção para o trabalho construído pelas Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves). "Talvez hoje não se tenha a dimensão, mas lá no futuro isso fará muita diferença na sociedade. Lembrem que na nossa gestão a cada 100 jovens da Fase 92 não voltaram ao crime. As Cipaves reduziram o índice de violência nas escolas", reforçou.

Além disso, Maria Helena destacou a parceria com os 247 municípios gaúchos que participam do Programa Primeira Infância Melhor (PIM)/Criança Feliz, que identifica regionalmente as necessidades de cada comunidade. Para o governador, ter consciência social é o embrião que promove resultados na população. "Ainda cedo, acreditamos que o nosso papel é ajudar as pessoas a criarem condições para elas. E esse sonho e ideal não perdemos até hoje. Apoiar o voluntariado e a solidariedade é uma questão que nos ajuda a vencer e a modificar a vida das famílias", ressaltou.

Parceiros solidários

Já o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado do Rio Grande do Sul (Sescon RS), Celio Luiz Levandovski, agradeceu à equipe de governo pela parceria durante o mandato, cumprindo o papel de promover o resgate da dignidade dos gaúchos em situação de vulnerabilidade social. "Nosso papel não é só apurar o serviço contábil, mas escolher o destino e a aplicação de recursos para inclusão social, auxiliando crianças, jovens e idosos, o que traduz também uma gestão pública eficaz", avaliou.

No final do ato no Galpão Crioulo, Sartori e Maria Helena foram agraciados com placas alusivas em reconhecimento às contribuições sociais deixadas no estado. Ainda pela manhã, eles participaram de solenidade de repasse de recursos de R$ 1,9 milhão para entidades de assistência social que atendem crianças e adolescentes, por meio do Fundo Estadual dos Direitos da Criança e Adolescentes (Feca).

Governo apresenta balanço de ações desenvolvidas na área social Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Texto: Rodrigo Vizzotto
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  26 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

26 Acessos

Sine Móvel estará no Centro da Juventude Cruzeiro nesta quinta-feira

O Sine Móvel estará no Centro da Juventude Cruzeiro, nesta quinta-feira (6), das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30. A unidade móvel estará estacionada em frente ao Centro da Juventude (Rua Mariano de Matos, nº 107) e oferecerá, gratuitamente, o serviço de intermediação de mão de obra para 127 vagas de emprego, sendo 76 de ampla concorrência e 51 exclusivas para Pessoas com Deficiência.

Trabalhadores interessados em se candidatar às vagas de emprego devem comparecer à unidade móvel com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Durante o atendimento, os trabalhadores serão cadastrados no sistema e, aqueles que possuírem perfil profissional compatível com as vagas de emprego oferecidas, receberão carta de encaminhamento para participarem dos processos seletivos.

Confira, a seguir, a relação de vagas abertas:

Vagas de ampla concorrência

administrador 1
analista de recursos humanos 1
arquiteto de edificações 1
auxiliar de confeiteiro 1
auxiliar de cozinha 2
auxiliar de desenvolvimento infantil 1
balanceiro 1
caixa de bar, lanchonetes e restaurantes 1
camareira de hotel 1
consultor de vendas 3
copeiro 1
costureira em geral 1
cozinheiro geral 1
garçom 1
mecânico de refrigeração 2
motorista entregador 1
oficial de manutenção predial 7
operador de caixa 18
operador de vendas (lojas) 24
panfleteiro 1
professor de cursos livres 2
programador de computador 2
recreacionista 1
vendedor pracista 1

Vagas exclusivas para Pessoas com Deficiência

assistente administrativo 1
assistente de escritório 1
assistente de vendas 2
atendente de hospital 1
auxiliar contábil 1
auxiliar de escritório 1
auxiliar de nutrição e dietética 2
auxiliar financeiro 1
azulejista 2
copeiro 15
cozinheiro geral 1
eletricista 2
estoquista 5
faturista 2
operador de computador (inclusive microcomputador) 1
pintor de obras 3
servente de limpeza 4
servente de obras 3
vigia 2
vigilante 1 

O Sine Móvel tem a missão de levar os serviços da FGTAS à população em ações de cidadania e locais de grande demanda. Na oportunidade, integrará a programação o projeto Sine na Escola, que objetiva disseminar conhecimento sobre o mundo do trabalho para estudantes a partir de 14 anos.

Sine na Escola

É desenvolvido pela FGTAS com a finalidade de divulgar informações sobre as formas de inserção no mercado de trabalho, com ênfase na importância da formalidade contratual e nas formas autônomas e empreendedoras de ocupação. Também existe para orientar sobre a preparação de currículos e para entrevistas de emprego, bem como apresentar os programas e serviços oferecidos pela FGTAS, como intermediação de mão de obra, encaminhamento de seguro-desemprego e de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), além do Vida Centro Humanístico e do Programa Gaúcho do Artesanato (PGA). A coordenação do projeto é de responsabilidade do Departamento de Acompanhamento da Rede de Atendimento (Dara). Já a supervisão é do Departamento de Relações com o Mercado de Trabalho (DRMT) da FGTAS.

Centros da Juventude

Os Centros da Juventude integram o Programa de Oportunidades e Direitos (POD), política pública do governo do RS gerida pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH) com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Com investimentos em educação, esporte, cultura, empreendedorismo, segurança pública e atendimento socioeducativo, o Programa cria oportunidades aos jovens e melhora a qualidade de vida das comunidades.

Ao todo, há seis Centros da Juventude, que oferecem cursos de qualificação, oficinas de arte, cultura e esportes, atividades de lazer e incentivo ao empreendedorismo, em Porto Alegre, Alvorada e Viamão.

Texto: Jaíne Martins/FGTAS
Edição: André Malinoski/Secom

  24 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

24 Acessos

Jovens multiplicadores do POD recebem cartões de bolsa-auxílio no Piratini

O governador José Ivo Sartori entregou na manhã desta quarta-feira (5) cartões de bolsas-auxílio para os primeiros selecionados do Jovem Multiplicador, um dos eixos do Programa de Oportunidades e Direitos (POD). Serão selecionados 57 jovens em cada um dos seis Centros da Juventude (Cruzeiro, Lomba do Pinheiro, Restinga, Rubem Berta, Alvorada e Viamão) para receber a bolsa no valor de R$ 598,00. No ato do Palácio Piratini, os cartões do Banrisul foram entregues aos primeiros dez jovens de cada centro. Os demais receberão o auxílio até o final do ano.

Esses multiplicadores têm a missão de sensibilizar outros jovens a promover e praticar a cultura da paz e de não violência no território onde residem. Mobilizar e participar ativamente de espaços de construção e decisão democrática como fóruns e conselhos, atuar na promoção de ações de artes, cultura, esportes, lazer e ocupação dos espaços públicas da comunidade; assim como fomentar e incentivar o empreendedorismo juvenil, sustentável e desenvolvimento dos territórios.

Eles deverão cumprir 380 horas em seis meses, divididas em formações e atividades, que terão como objetivo prepará-los para serem jovens lideranças. Para ser um jovem multiplicador é preciso estar fazendo ou ter concluído os eixos socioafirmativo e socioprofissional do POD, e se inscrever para a função.

Lideranças

“Este cartão é um reconhecimento da capacidade de vocês de exercer liderança e ajudar a mudar a realidade de muitos jovens, amigos e conhecidos de vocês. Hoje, vocês assumem o compromisso e a responsabilidade de fazer os Centros da Juventude funcionar e ter continuidade”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori.

A secretária lembrou que quando chegou no governo, em 2015, este programa, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), estava no papel. “Hoje posso dizer que fizemos acontecer. E nós optamos por fazer o inverso, trabalhamos para construir pessoas e depois prédios”, comemorou Maria Helena ao dizer que as sedes definitivas dos centros estão em fase final de construção. Ressaltou que os Centros da Juventude já atenderam 6 mil jovens no primeiro ano de atividade.

“O POD é uma de nossas principais políticas sociais. Está reduzindo a violência e o envolvimento de jovens com o crime. E vocês, jovens lideranças que estão aqui hoje, têm a missão de multiplicar a cultura de paz e de não violência. Esse cartão que vocês estão recebendo é como um diploma, um certificado que dá a vocês a condição de fazer isso”, afirmou o governador.

Multiplicadores

Os escolhidos para multiplicar ações que podem mudar o futuro de muitos jovens que vivem em situação de vulnerabilidade são a voz dentro de seus grupos e comunidade. São como Daysa da Silva Luz, 18 anos, que viu sua vida mudar há seis meses, quando entrou nos cursos de capacitação do Centro da Juventude da Restinga. “Antes eu ficava em casa, sem fazer nada. Agora um novo mundo se abriu pra mim. Curso administração e informática e tenho planos de ser modelo”, contou.

Outro exemplo é Luiz Eduardo da Silva Barbosa, de 21 anos, também do Centro da Restinga. Ele encontrou no centro a oportunidade que precisava para se tornar um técnico em informática e entrar no mundo da tecnologia, que tanto gosta. “Agora como multiplicador posso tentar tirar muita gente do tráfico, das ruas e fazer eles enxergarem um mundo diferente”, disse.

O POD

O Programa de Oportunidades e Direitos (POD) trabalha com jovens de 15 a 24 anos em situação de vulnerabilidade econômica e social e suas comunidades. Essa política pública faz uma abordagem integrada e sistêmica para reduzir a violência e o envolvimento de jovens com o crime, seja como vítimas, seja como agressores.

Foram implantados seis Centros da Juventude, sendo quatro em Porto Alegre (Cruzeiro, Lomba do Pinheiro, Restinga e Rubem Berta), um em Alvorada e outro em Viamão. As atividades desenvolvidas são de formação social, apoio ao ensino de jovens, formação profissionalizante e em empreendedorismo, além de atividades recreativas e de convivência com esporte, cultura e lazer.

No primeiro ano de atividades, 6 mil jovens passaram pelos centros, superando a meta de 3,6 mil atendimentos. As unidades funcionam em espaços provisórios e as obras dos prédios próprios serão entregues no início de 2019.

Confira, abaixo, o vídeo:

https://youtu.be/5spFnV-Q_iQ

Texto: Mirella Poyastro/Secom
Edição: André Malinoski/Secom

  15 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

15 Acessos

Obras de R$ 11,2 milhões qualificam estrutura de escolas em 22 municípios

O governo do Estado priorizou investimentos para melhorar a infraestrutura de escolas da rede estadual de ensino. Na região do Vale do Taquari, foram investidos mais de R$ 11,2 milhões para obras em 46 escolas em 22 municípios da região. "Já foram beneficiadas com obras de reforma mais de mil instituições de ensino. Esse é o resultado do trabalho conjunto entre as pastas de Obras e Educação, com supervisão do Planejamento", afirmou o secretário de Obras, Saneamento e Habitação, Rogério Salazar.

"Estabelecemos as prioridades para atendimento das demandas das mais de 2.500 escolas da rede estadual. Com a conclusão da quadra poliesportiva da escola Felipe Roman Ros em Arvorezinha, chegamos a três quadras concluídas e uma em fase final de construção na região de abrangência da 3ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas (3ª CROP)", acrescentou.

Melhorias na região

No início de novembro, foram concluídas as obras de construção da quadra poliesportiva coberta no Instituto Estadual de Educação Felipe Roman Ross, de Arvorezinha. A obra era um antigo sonho da comunidade escolar de uma das mais tradicionais instituições de ensino da região. O que era um sonho, se tornou realidade: os mais de 800 alunos agora terão um espaço adequado para a prática de esportes e lazer, assim como de integração com a comunidade. Foram investidos R$ 418.489,55 na construção do novo espaço.

Em Bom Retiro do Sul, está em fase de conclusão a obra de construção de uma quadra poliesportiva coberta (padrão FNDE), no Colégio Estadual Jacob Arnt, uma das mais tradicionais instituições de ensino do município. O investimento é de R$ 417.612,99 e beneficia 620 alunos.

"Conseguimos contemplar com obras 46 instituições de ensino da região, demonstrando o comprometimento do governo com a educação. Atendemos demandas emergenciais e históricas das comunidades escolares, seja em reformas da rede elétrica, troca de cobertura ou na construção de novos espaços para a prática de esportes e lazer", informou o coordenador da 3ª CROP, Guilherme Spohr falou sobre os investimentos na região.

Ainda foram beneficiadas com a construção de quadras poliesportivas a Escola Estadual de Ensino Médio Guararapes, em Arroio do Meio, e a Escola Estadual de Ensino Médio Reynaldo Affonso Augustin, em Teutônia.

Texto: Jean P.H. Maidana/SOSH
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

  23 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

23 Acessos

Governo destina quase 2 milhões para assistência de jovens no RS

Mais de R$ 1,9 milhão em recursos foram repassados pelo governo do Estado, nesta quarta-feira (5), a entidades de assistência social que atendem crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. O repasse é por meio de edital do Fundo Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Feca), que celebra a parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos e organizações da sociedade civil.

Serão beneficiadas 39 entidades, sendo 33 organizações não-governamentais e seis prefeituras, o que vai possibilitar aproximadamente mais de seis mil atendimentos diretos e mais 10 mil indiretos. No total, são R$ 1.932.263,05 de recursos autorizados por meio de edital. Partes dos recursos foram arrecadadas para o fundo através da campanha Escolha o Destino, que mobiliza os gaúchos a contribuírem com as entidades sociais através de doações que podem ser deduzidas do Imposto de Renda, dentro dos limites estabelecidos pela legislação federal.

“Nesses quatro anos de governo enfrentamos muitos desafios, tivemos muito trabalho, mas também muitas conquistas e legados, que ficarão para o Estado, para a sociedade e para as futuras gerações. Mas nenhum deles é mais importante que o legado social. É para as pessoas que o Estado tem que existir. São as ações sociais que mudam a realidade de quem mais precisa. Sem voluntários e sem solidariedade, a gente não modifica a situação social”, ressaltou o governador José Ivo Sartori.

A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, lamentou os processos burocráticos que, segundo ela, causaram o pagamento tardio às entidades, como o período das eleições, mas reiterou a força do voluntariado e da campanha Escolha o Destino para mudar a realidade gaúcha. “Quando iniciamos o projeto (Escolha o Destino) foi muito mais pra mostrar para os municípios que cada um pode fazer sua parte, especialmente na criação de fundos para os idosos. Por isso, mobilizem seus municípios, criem seus fundos e façam a sua campanha. É muito mais fácil as pessoas colaborarem quando elas conhecem as entidades e o que pode ser feito”, advertiu Maria Helena.

Atualmente, cerca de R$ 400 milhões em impostos poderiam ser encaminhados para a assistência social. Apenas 1,6 milhão dos 11 milhões de gaúchos destinam parte da arrecadação para a campanha.

O agradecimento pela celebração foi oferecido principalmente ao Banrisul, Corsan, Conselho Regional de Contabilidade (CRCRS), Federação das Associações e Municípios (Famurs) e Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Sescon-RS).

Beneficiados

Os projetos contemplam diferentes aspectos da política da Criança e Adolescente, dentre os quais destacamos os principais que surgem como objetos de ação e visam qualificar o atendimento direto e indireto da população usuária, suas famílias e comunidades.

Os recursos serão investidos para melhorias na prestação de serviços de enfrentamento de todas as formas de violência, cumprimento de medidas socioeducativas, prevenção à drogadição, erradicação do trabalho infantil e exploração sexual, atendimento a pessoas com deficiência, acolhimento e assessoria e capacitação de crianças e adolescentes nos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do RS (Cedida), Mara Valandro, falou sobre a importância de se criar oportunidades para mudar a realidade. “Quando a gente fala de violência envolvendo crianças e adolescentes, ficamos emocionados com a grande quantidade de pessoas envolvidas nessa missão de consolidar um futuro melhor. Precisamos regularizar também os nossos fundos municipais para que todos possam colaborar, num próximo ano, pensando num novo edital para que novas instituições sejam beneficiadas”, disse.

“A gente sabe da dificuldade de mobilizar as pessoas para fazerem essa doação, mas também reconhecemos o excelente trabalho que é feito por todas as entidades. Agradecemos por essa confiança”, falou em nome dos contemplados o presidente da Associação de Desenvolvimento Social do Norte do RS, Roberto Orestes Machado Torres Júnior. Com os recursos, dois mil jovens serão atendidos no município de Frederico Westphalen e região.

Foram escritos aproximadamente 200 projetos nas sete linhas de financiamento do edital. Confira aqui a lista de contemplados. 

Confira, abaixo, o vídeo:

https://youtu.be/0ERid2qOQDY

Texto: Letícia Bonato com informações da Ascom SDSTJDH
Edição: André Malinoski/Secom

  23 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

23 Acessos

Comunicação e Zero Discriminação em HIV e Aids é tema de oficina dirigida a jornalistas

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), em parceria com a Secretaria Estadual da Saúde (SES/RS), realiza em Porto Alegre, na terça-feira (11), a oficina “Comunicação e Zero Discriminação em HIV e AIDS”. O objetivo da oficina é atualizar profissionais e estudantes de comunicação em relação às expressões e terminologias mais adequadas com base em evidências científicas e nos direitos de pessoas vivendo com HIV e populações vulneráveis ao vírus.

Por meio de enquetes em tempo real, demonstrações práticas de saídas e soluções para a cobertura adequada de temas envolvendo HIV, Aids e discriminação, a oficina busca também promover uma reflexão importante em torno da importância do jornalismo e da comunicação na resposta ao HIV. A atividade será realizada das 13h30 às 17h, no Auditório Paulo Freire (Centro Administrativo Fernando Ferrari). O curso conta com 80 vagas e podem se inscrever todos os profissionais de comunicação que atuem na imprensa e estudantes de jornalismo.

A capacitação faz parte do Plano Conjunto das Nações Unidas sobre HIV para 2018-2019, que busca contribuir para o fim da epidemia de Aids até 2030, dentro da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A oficina sobre Comunicação e Zero Discriminação em HIV e AIDS é a continuação de um trabalho de capacitação que o Unaids tem feito com estudantes e profissionais de comunicação desde 2016. A ação tem contado com a participação de profissionais que atuam em redações de grandes grupos de mídia no Brasil e também na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo, onde o treinamento foi oferecido como um Curso de Difusão em outubro deste ano. As oficinas também acontecerão em outras cidades como Florianópolis, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, entre outras.

SERVIÇO

Pauta: oficina “Comunicação e Zero Discriminação em HIV e Aids”

Quando: terça-feira (11 de dezembro), das 13h30 às 17h

Local: auditório Paulo Freire (avenida Borges de Medeiros, nº 1501, térreo - Centro Administrativo Fernando Ferrari)

Clique aqui para fazer sua inscrição. Prazo para inscrição até 9 de dezembro.

Texto: Ascom SES/RS
Edição: André Malinoski/Secom

  21 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

21 Acessos

Sorteio especial de R$ 1 milhão da NFG acontece nesta quinta-feira

A população de Santa Vitória do Palmar que comparecer na noite desta quinta-feira (6) à praça  General Andréa, que fica no centro da cidade, saberá em primeira mão o vencedor do sorteio especial de R$ 1 milhão do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG). São mais 132,7 milhões de bilhetes que concorrem ao maior prêmio individual da NFG. A extração começa às 20h e faz parte da programação do II Natal da Esperança, promovido pela prefeitura local e que se estende ao longo do mês de dezembro.

O número de bilhetes gerados para o sorteio especial de 2018  deve superar em quase 17 milhões de unidades os que estavam concorrendo na extração do ano passado. Ainda no mês de setembro, em homenagem à Semana Farroupilha já havia ocorrido uma extração que teve como prêmio individual o valor de R$ 500 mil.

No mesmo evento em Santa Vitória do Palmar, ocorre a extração mensal da NFG relativa a dezembro, que distribuirá um total de R$ 930 mil. Além do vencedor do prêmio máximo de R$ 100 mil, o sorteio definirá oito contemplados com valores individuais de R$ 10 mil, mais 500 no valor de R$ 1 mil e 500 premiações de R$ 500.

Os cidadãos escolhidos serão comunicados via e-mail, telefonema ou através do seu cadastro no site da NFG. A listagem dos nomes vencedores será publicada no dia do sorteio. Para resgatar os valores, os contribuintes têm até 90 dias, a contar da homologação dos resultados.

O programa

Com mais de 1,6 milhão de participantes, a NFG gera pontos que são acumulados quando o consumidor solicita a inclusão do CPF no documento fiscal. O pedido deve ser feito no momento da compra em estabelecimentos cadastrados. Além de promover a responsabilidade fiscal, a NFG representa mais benefícios para entidades com atuação nas áreas da saúde, educação e assistência social participantes do programa.

Texto: Pepo Kerschner/Sefaz
Edição: André Malinoski/Secom

  19 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

19 Acessos

Casa de Cultura Mario Quintana oferece aulas de pandeiro em dezembro, janeiro e fevereiro

A Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ), com o Clube do Pandeiro de Porto Alegre, oferece aulas teóricas e práticas de pandeiro, para jovens e adultos, aos sábados, das 10h às 13h, na sala Marcos Barreto (4º andar do centro cultural). Ministradas por Zé do Pandeiro, os encontros, que ocorrem em dezembro, janeiro e fevereiro, baseiam-se na história, ritmos, usos e costumes da percussão brasileira, em suas diversas nuances, com foco no pandeiro popular.

Os interessados não precisam ter experiência prévia com o instrumento e nem comprá-lo, mas se tiverem pandeiro, é aconselhável levá-lo aos encontros. A primeira aula é gratuita, e o valor é de R$ 180,00 para quatro aulas. Crianças menores de 13 anos são isentas, acompanhadas dos pais.

O método popular ensina em apenas cinco minutos o fundamento do pandeiro, para iniciantes, destacando o uso para o teatro, ritmos folclóricos e as diversas possibilidades de manuseio e inserção na arte.

Ministrante

Zé Evandro é o nome artístico de Evandro Cardoso, o Zé do Pandeiro. Natural de Porto Alegre, começou sua carreira aos nove anos de idade, atuando numa peça infantil da escola, onde deu vida ao ‘Padeiro Pandeiro’.

Músico, compositor, ator e produtor, graduou-se como professor licenciado em Antropologia pela UFRGS. Com 30 anos de carreira, o instrumentista realizou mais de 3 mil shows, alguns ao lado de nomes consagrados, como Gilberto Gil, Chico César, Tom Zé, Velha Guarda da Portela, Hermeto Pascoal, Giba Giba, Ariano Suassuna, Ruben Radda (Uruguai), Empire Mandingue (Senegal) e Manu Chao (França).

SERVIÇO

Pauta: aulas teóricas e práticas de pandeiro para jovens e adultos

Quando: sábados de dezembro de 2018, janeiro e fevereiro de 2019, das 10h às 13h

Local: sala Marcos Barreto (4º andar) da Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre

Ingressos: R$ 180,00 (4 aulas). Crianças menores de 13 anos acompanhadas dos pais não pagam

Informações: Clube do Pandeiro de Porto Alegre | Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Texto: Roberta Amaral/CCMQ
Edição: André Malinoski/Secom

  21 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

21 Acessos

Procuradora do Estado é reconduzida à presidência da Rede de Controle da Gestão Pública no RS

A Procuradoria-Geral do Estado foi reconduzida, por meio da Procuradora do Estado Adriana Krieger de Mello, à presidência da Rede de Controle da Gestão Pública no Rio Grande do Sul, para a Gestão 2019, no dia 3 de dezembro. A escolha se deu por aclamação. A Vice-Presidente Fernanda Ismael, Adjunta de Procurador do Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, também foi reeleita. No próximo ano, a Rede passa a contar com uma Diretoria Executiva, composta por dois membros.

A Rede de Controle é um centro decisório interorganizacional que visa a aprimorar a efetividade da função de controle do Estado sobre a gestão pública. No Rio Grande do Sul, é composta por 22 instituições. Seu principal objetivo é desenvolver ações direcionadas à fiscalização da gestão pública, ao diagnóstico e combate à corrupção, ao incentivo e fortalecimento do controle social, ao compartilhamento de informações e documentos, ao intercâmbio de experiências e à capacitação dos seus quadros.

Texto: Fabiane Rieger/PGE
Edição: André Malinoski/Secom

  24 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

24 Acessos

Municípios contemplados em seleção recebem conjuntos de irrigação nesta quarta-feira

Os municípios selecionados pelo Programa de Irrigação Familiar vão receber os conjuntos de irrigação, nesta quarta-feira (5), em solenidade no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini, a partir das 16h.

O programa tem como objetivo incentivar e apoiar a pequena produção irrigada de hortigranjeiros, estimulando também o consumo e a melhoria da qualidade alimentar da população rural.

Estão contemplados 36 municípios, selecionados de acordo com critérios que levaram em consideração a concentração de minifúndios, os menores Índices de Desenvolvimento Humano Municipal/Renda das cidades e dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) onde eles estão situados, e a existência de feiras locais de produtores. Serão beneficiados 371 agricultores.

SERVIÇO

Pauta: entrega de conjuntos de irrigação a 36 municípios

Quando: quarta-feira (5), às 16h

Local: salão Alberto Pasqualini – Palácio Piratini

Texto e edição: Secom

  22 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

22 Acessos

Primeiro Edital do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte contempla atletas

Um novo cenário para impulsionar o esporte gaúcho está se consolidando para atletas e paradesportistas. O governo do Estado anunciou nesta terça-feira (4), os contemplados pelo primeiro Edital do Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte (Feie). A solenidade, com entrega de certificados, aconteceu no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini, em Porto Alegre, e contou com a presença do governador José Ivo Sartori, autoridades e desportistas.

Por meio do edital nº 08/2018 da Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), 15 projetos de Pessoas Físicas receberão R$ 30 mil cada, totalizando R$ 450 mil. Os projetos foram analisados pela Câmara Técnica do Pró-Esporte/RS e escolhidos entre 43 pré-selecionados dos 73 inscritos. A previsão de repasse dos recursos ocorre ainda em dezembro.

O governador Sartori destacou o apoio e incentivo ao esporte e ao paradesporto a partir da modernização do Pró-Esporte/RS, com novas ferramentas que tornam os processos mais ágeis e transparentes. Também exaltou a iniciativa via o Feie, que deixa uma marca social que pode mudar a realidade de quem mais precisa. “É possível perceber uma forma de apresentar recursos para pessoas físicas que possam ter acesso, praticar e se tornar cada vez mais um exemplo para os outros”, acredita Sartori.

Mudar a realidade de sua localidade pelo esporte foi o objetivo de um dos contemplados pelo edital, o professor Lucas Tadeu Hinterholz, proponente do projeto "Sinimbu Mais Esporte e Inclusão" para práticas de oficinas de esporte olímpico e paralímpico – basquete, vôlei, atletismo e tênis de mesa. “Não se trata só de inclusão, mas de igualdade de condições e permanência no esporte. Nós de Sinimbu temos algumas limitações financeiras e de acesso, mas nos valemos muitos destes editais", conta.

O Feie foi previsto por lei em 2012 e regulamentado por decreto em 2017, com projeção de orçamento para 2018. Teve seu primeiro edital lançado no último dia 2 de agosto. O edital valorizou, com pontuação adicional, os projetos que envolvem atividades direcionadas a pessoas com deficiência, altas habilidades e/ou superdotação, fator que foi determinante no resultado.

Entregar um legado, o primeiro edital do fundo, segue a lógica de complementaridade, ficando o financiamento do Pró-Esporte/RS para entidades e federações e o novo edital para Pessoas Físicas – no caso, ao atleta. “O edital chega com uma ação afirmativa do governo de dar mais pontuação para Pessoas com Deficiência – PCD’s. Ou seja, o Estado servindo às pessoas e entregando resultados”,  explica o titular da Sedactel, Victor Hugo.

Marcaram presença no ato, o deputado federal João Derly (REDE); o secretário-adjunto da Sedactel, André Kryszczun; o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência RS (Coepede), Rotechild Prestes e o presidente do Conselho Regional de Educação Física do RS (CREFRS), José Edgar Meurer.

Os 15 contemplados pelo Feie:

● Sinimbu Mais Esporte e Inclusão - Lucas Tadeu Hinterholz

● Bocha Paralímpica na Escola - Felipe De Oliveira Motta

● Projeto Chuá - Geneci Dos Santos Wiest

● Copa Solidária - Amanda Godoi Antunes

● Karoline Podlasinski Paratleta Gaúcha - Karoline Luiza Dos Santos Podlasinski

● Gabriel Feiten, Atleta Gaúcho Paralímpico - Gabriel Feiten

● Improvisar, Adaptar e Superar no Esporte - Carlos Guilherme Rocha Da Silva

● Ser Cidadã - Birajara Alves Martins

● Fronteira Inclusiva - Josie Dos Santos Pillar

● Projeto Esgrima em Paralímpica - Angelo Claudeci Santos Da Silva

● Olhar No Presente, Visão de Futuro - Pedro Antonio Beber

● Inclusão pelo Esporte - Práticas Desportivas através das Diferenças - Felipe Jacoby Rodrigues

● Esporte Adaptado - Escola De Educação Especial José Álvares De Azevedo - Indira Saad Brum

● Esporte na Escola - Luciano Patricio Dos Santos Sarate

● Dojô Sensei Escandiel - Wilson Jorge Escandiel.

Confira, abaixo, o vídeo:

https://youtu.be/LMTWbfdDwds

Texto: Rodrigo Vizzotto/Secom
Edição: André Malinoski/Secom

  21 Acessos

Copyright

© Governo do Rio Grande do Sul - Notícias do Piratini

21 Acessos